00:09 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O vice-presidente Hamilton Mourão.

    Mourão diz estudar afastamento de diretoria da Vale

    © AP Photo / Andre Penner
    Brasil
    URL curta
    Mar de lama varre Brumadinho após explosão de barragem (56)
    861

    O presidente em exercício, Hamilton Mourão (PRTB), disse nesta segunda-feira (28) que analisa a possibilidade de afastar a diretoria da Vale após o incidente em Brumadinho, Minas Gerais.

    "Essa questão da diretoria da Vale está sendo estudada pelo grupo de crise, vamos aguardar quais são as linhas de ação que eles estão levantando", afirmou o presidente, segundo a Folha de S. Paulo.

    Mourão ressaltou que não sabe se o Governo Federal pode tomar essa medida. Presidente em exercício durante o afastamento de Jair Bolsonaro (PSL), Mourão também ressaltou que funcionários da empresa devem ser punidos criminalmente caso seja provada "imprudência ou negligência".

    Ainda de acordo com a publicação, um dos advogados da empresa, Sérgio Bermudes, afirmou que a Vale não pretende afastar seus diretores:

    "A Vale não enxerga razões determinantes de sua responsabilidade. Não houve negligência, imprudência, imperícia", diz Bermudes. "Por que uma barragem se rompe? São vários os fatores, e eles agora vão ser objeto de considerações de ordem técnica".

    Bermudes respondeu à proposta do senador alagoano Renan Calheiros (PMDB-AL), que defendeu o "afastamento cautelar" da diretoria da Vale, e disse que apenas uma assembleia geral dos acionistas pode tomar tal medida. 

    Tema:
    Mar de lama varre Brumadinho após explosão de barragem (56)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar