17:19 26 Março 2019
Ouvir Rádio
    O presidente eleito Jair Bolsonaro chega ao Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília

    Presidente do Ibama pede exoneração após acusações de Bolsonaro

    Fotos Públicas / Marcelo Camargo / Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    18196

    O presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, haviam acusado o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) de irregularidades.

    A presidenta do Ibama, Suely Araújo, pediu exoneração do seu cargo nesta segunda-feira (7) após o órgão ser acusado por Bolsonaro e seu ministro de realizar uma licitação irregular no no valor de R$ 30 milhões para aluguel de carros. A informação foi divulgada pela coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.  

    No último domingo, Suely Araújo havia negado as acusações do presidente e do ministro do Meio Ambiente, afirmando que os ataques eram "sem fundamento" e evidenciavam "completo desconhecimento da magnitude" do Ibama e de suas funções.

    “As viaturas do Ibama são objeto de um contrato de locação de âmbito nacional. O novo contrato abrange 393 caminhonetes adaptadas para atividades de fiscalização, combate a incêndios florestais, emergências ambientais, ações de inteligência, vistorias técnicas etc., nos 27 estados brasileiros, e inclui combustível, manutenção e seguro, com substituição a cada 2 anos. A acusação sem fundamento evidencia completo desconhecimento da magnitude do Ibama e das suas funções”, declou Suely Araújo em nota divulgada no domingo.

    "Excelentíssimo Senhor Ministro, cumprimentando-o cordialmente, sirvo-me do presente para formalizar minha solicitação de exoneração do cargo de Presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis [Ibama]. Considerando que a indicação do futuro Presidente do Ibama, Sr. Eduardo Bim, já foi amplamente divulgada na imprensa e internamente na Instituição ainda em 2018, antes mesmo do início do novo Governo, entendo pertinente o meu afastamento do cargo permitindo assim que a nova gestão assuma a condução dos processos internos desta Autarquia", diz o comunicado de Suely nesta segunda-feira, dirigindo-se ao ministro do Meio Ambiente. 

    Mais:

    Bolsonaro: verba federal para ONGs será 'rigidamente controlada'
    Bolsonaro diz que 'caixa-preta' do BNDES será revelada
    'Ficamos satisfeitos', diz Mike Pompeo sobre oferta de Bolsonaro de base dos EUA no Brasil
    Netanyahu chama Brasil de 'novo aliado' devido a plano de Bolsonaro de mudar embaixada
    Tags:
    meio ambiente, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), Ricardo Salles, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar