06:03 22 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestação de caminhoneiros no Rio de Janeiro como parte de mobilização nacional da categoria contra os preços altos dos combustíveis no Brasil.

    Petrobras sobe preço do diesel após fim de subsídio negociado com caminhoneiros

    © Sputnik / Solon Neto
    Brasil
    URL curta
    652

    O ano de 2019 começará com o diesel mais caro no Brasil. Após fim de subsídios, parte de acordo com os caminhoneiros para encerrar greve de 11 dias em junho deste ano.

    O aumento anunciado pela Petrobras nesta segunda-feira (31) será de 2,5% e passa a valer a partir de de amanhã. A expectativa é que o valor médio do combustível nas bombas chegue a R$ 1,8545.

    Os subsídios do governo garantiam um preço mais baixo e atenderam a pedidos negociados com os caminhoneiros durante a greve. A paralisação de 11 dias teve protestos, bloqueio de rodovias e desencadeou desabastecimento no país.

    O sistema subsidiado garantia resarcimento de até 30 centavos por litro às empresas como forma de garantir estabilidade. Essa medida, segundo o governo, custaria até R$ 9,58 bilhões aos cofres públicos.

    Apesar do aumento, a Petrobras informou que o preço está em queda de 2,1% em relação ao ano passado. A estatal também apresentou, na sexta-feira (28), um mecanismo para garantir a estabilidade dos preços.

    A variação dos preços que levou à greve dos caminhoneiros foi consequência das mudanças operadas pela direção da empresa, que passou a operar com o preço baseado na variação internacional.

    Tags:
    preços de combustíveis, diesel, Petrobras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik