02:43 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Médium João de Deus (arquivo)

    João de Deus se entrega à polícia

    Marcelo Camargo/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    1013
    Nos siga no

    João de Deus, médium acusado de uma série de casos de abusos sexuais, se entregou hoje à polícia de Goiás, segundo afirmou o seu advogado, Alberto Toron.

    O líder religioso foi acusado por mais de 300 mulheres de praticar abusos durante rituais na cidade de Abadiânia, no interior do estado. Sua prisão foi determinada na última sexta-feira, a pedido do Ministério Público e da Polícia Civil. Desde então, a defesa de João de Deus e a polícia vinham negociando a rendição. 

    ​O médium se diz inocente das acusações e a prisão tem caráter preventivo, sem data para terminar. Segundo a rede CBN, a prisão ocorreu na BR-060, que passa por Abadiânia, local do centro espírita onde os tratamentos do médium eram realizados e que, segundo reportagem do Correio Braziliense, corre o risco de sofrer grande impacto financeiro com a prisão de João de Deus e o eventual fechamento de seu templo.

    Mais:

    Médium João de Deus é considerado foragido pela Justiça
    Médium João de Deus é procurado em mais de 20 endereços por acusação de abusos
    Prisão preventiva de médium 'João de Deus' é decretada pela Justiça
    Após denúncias de abuso sexual, médium 'João de Deus' é acusado de pedofilia
    Tags:
    prisão, polícia, líder religioso, médium, estupro, abuso sexual, João de Deus, Abadiânia, Goiás, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar