02:03 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Após rebelião Líderes da facção do PCC de Natal são transferidos para penitenciária federal

    Promotoria pede transferência de Marcola e mais 14 do PCC para presídios federais

    Divulgação PC/ASSECOM
    Brasil
    URL curta
    290

    O Ministério Público de São Paulo solicitou ao Judiciário a transferência de 15 membros do PCC - incluindo o chefe da facção, Marcos Camanho, conhecido como Marcola. O pedido poderá ser aceito ou rejeitado pelo juiz Paulo Sorci, da 5ª Vara de Execuções Criminais de São Paulo.

    A informação foi publicada pela Folha de S. Paulo neste domingo (2). 

    De acordo com a publicação, Sorci deverá consultar o governo de Márcio França (PSB), mas tem independência para tomar sua decisão.

    Caso a transferência seja decretada, caberá ao Governo Federal encontrar vagas em uma unidade penitenciária federal. Há prisões desse tipo em: Porto Velho/RO, Mossoró/RN, Campo Grande/MS, Catanduvas/PR e Brasília/DF.

    Ainda de acordo com a Folha, o Governo Federal é favorável à transferência dos presos do PCC e já ofereceu infraestrutura e apoio para um esquema de segurança especial. 

    Mais:

    'Capital dos Piratas': Coari vira base do PCC na Amazônia na luta pelas rotas do tráfico
    Narcosul, o cartel do PCC que cresce na Amazônia e pode ser o 1° transnacional do mundo
    PCC cria 'joint-venture' do crime e passa a controlar tráfico na Rocinha
    Helicóptero e cordão de R$ 400 mil: líder do PCC é encontrado morto no Ceará
    Tags:
    PCC, Marcola, Márcio França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik