00:09 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente da JBS, Joesley Batista na CPMI da JBS.

    Polícia Federal prende Joesley Batista e vice-governador de Minas Gerais

    © Foto : Lula Marques/AGPT/ Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    643

    O empresário e sócio majoritário da JBS, Joesley Batista e o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade foram presos em mais um desdobramento da Lava Jato. Nomeada Operação Capitu, a ação visa desarticular um esquema entre a Câmara dos Deputados e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para pagamento de propinas,

    De acordo com a Polícia Federal, 310 agentes cumprem 63 mandados de busca e apreensão e outros 19 de prisão temporária em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Paraíba e no Distrito Federal. A ordem partiu do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Na denúncia, consta que um grupo de empresários repassava propinas a servidores e agentes públicos em troca de licenciamentos emitidos pelo MAPA. Ofícios internos também ajudavam a eliminar a concorrência das empresas envolvidas, aumentando a margem de lucros e estabelecendo monopólio de mercado. O dinheiro era distribuído por Lúcio Funaro, que delatou o esquema ao ser preso em maio.

    Só a JBS teria pago R$ 2 milhões pela regulamentação da exportação de despojos e R$5 milhões pela proibição do uso da ivermectina de longa duração. O conglomerado também é acusado de pagar R$30 milhões para um deputado que concorria à presidência da Câmara em troca do acolhimento de interesses empresariais. O deputado teria ficado com metade deste valor, enquanto a outra metade foi repassada a congressistas mineiros depois de lavado o dinheiro.

    Os acusados vão responder por organização criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça. As penas podem chegar a 120 anos, proporcionais a cada investigado. A defesa de Joesley divulgou nota declarando "estranheza" à ação da PF, já que o empresário colabora com a justiça em vários inquéritos em andamento.

    Tags:
    JBS, Câmara dos Deputados, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Antônio Andrade, Joesley Batista, Lúcio Funaro, Distrito Federal, Paraíba, Mato Grosso, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik