07:50 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Roger Waters se apresenta em um concerto em Assago, na Itália

    Bolsonaro diz que Roger Waters fez 'showmício' e pede inelegibilidade de Haddad ao TSE

    © AP Photo / Luca Bruno
    Brasil
    URL curta
    14117

    O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta sexta-feira (26) pedindo a inelegibilidade de Fernando Haddad (PT) por conta dos shows de Roger Waters.

    As informações são do jornal Valor Econômico

    Segundo a ação, o antigo baixista do Pink Floyd abusou do poder econômico e fez "ataques" com "grande semelhança conceitual com a propaganda produzida pelo PT", que acusa Bolsonaro de "fascista, ditador, torturador, machista, nazista, etc". 

    A peça também relembra que o atual ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, acusou Waters de receber R$ 90 milhões para fazer campanha eleitoral. Leitão não apresentou provas de sua denúncia e já declarou voto em Bolsonaro.

    Na primeira apresentação de Waters no Brasil, ele exibiu o nome de Bolsonaro como um dos líderes mundiais do "neofacismo". Desde então, seus shows têm sido marcado por manifestações sobre a cena política brasileira. 

    Mais:

    Ex-assessor de Trump anuncia apoio formal a Bolsonaro: 'Um grande líder'
    Datafolha: Bolsonaro tem 56% dos votos válidos e Haddad 44%; diferença cai 6 pontos
    Antigo bastião petista, Nordeste vem mostrando apoio a Bolsonaro
    Defesa e política externa: especialistas comparam projetos de Haddad e Bolsonaro
    Liberação de armas pode ser aprovada na Câmara antes mesmo de Bolsonaro ser eleito
    Bolsonaro diz que política de combate ao preconceito é 'coitadismo'
    Tags:
    Roger Waters, Jair Bolsonaro, Fernando Haddad
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik