07:45 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Jair Bolsonaro

    TSE ordena que Facebook e YouTube retirem do ar notícias falsas de Bolsonaro

    © Foto : Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    1058

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que Facebook e YouTube deverão retirar do ar 6 links em que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) acusa Fernando Haddad (PT) de utilizar o chamado "kit gay". A decisão é do ministro Carlos Horbach e foi divulgada nesta terça-feira (16).

    O magistrado afirmou que Bolsonaro divulgou uma informação falsa e que o livro citado pelo político do PSL como o suposto "kit gay" nunca foi distribuído pelo Ministério da Educação durante a gestão de Haddad. 

    Horbach disse que as publicações criam "desinformação" no período eleitoral. A decisão é uma resposta a pedido da defesa de Haddad. 

    O suposto "kit gay" é na verdade o projeto Brasil Sem Homofobia, de 2011. Após pressão da Frente Parlamentar Evangélica, a então presidente Dilma Rousseff (PT) abortou a iniciativa. 

    Bolsonaro tem mostrado o livro "Aparelho Sexual e Cia", dizendo que ele faria parte do "kit gay". O presidenciável do PSL chegou a mostrar a obra durante sua sabatina no Jornal Nacional.

    Publicado pela Companhia das Letras, o livro já foi traduzido para mais de 10 países.

    Mais:

    Ibope: Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%
    Haddad ataca Bolsonaro: 'eu sou professor, não capitão expulso do Exército'
    Haddad sobre Bolsonaro: 'Não tem qualificação nem para ser vereador'
    Bolsonaro x Haddad: o que a América Latina deve esperar de cada um?
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Fernando Haddad
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik