13:37 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Ato em defesa de Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro.

    Vice de Bolsonaro propõe aumento salarial para acabar com 13º

    © Sputnik / Thales Schmidt
    Brasil
    URL curta
    2377

    O vice na chapa do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), o general Hamilton Mourão (PRTB), voltou a criticar o 13º nesta terça-feira, segundo a Folha de São Paulo.

    Na semana passada, durante um pronunciamento no Rio Grande do Sul, Mourão atacou o 13º, que chamou de "jabuticaba brasileira" e "uma visão social com o chapéu dos outros".

    "O 13º eu simplesmente disse que tem que ter planejamento, entendimento de que é um custo. Na realidade, se você for olhar, seu empregador te paga 1/12 a menos. No final do ano, ele te devolve esse salário. E o governo o que faz? Aumento o imposto para pagar o meu. No final das contas todos saímos prejudicados", disse o general ao desembarcar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

    "Se você recebesse seu salário condignamente, você economizaria e teria mais no final do ano. Essa é a minha visão. [O 13º não pode acabar]. O que eu mostrei é que tem que haver planejamento. Você vê empresa que fecha porque não tem como pagar. O governo tem que aumentar imposto, e agora já chegou no limite e não pode aumentar mais nem emitir títulos. Uma situação complicada", acrescentou Mourão.

    Ainda na semana passada, ele foi duramente repreendido por Bolsonaro por suas declarações. O candidato do PSL pediu no Twitter para o seu vice ficar "quieto", porque estava atrapalhando.

    ​Ao ser perguntado por jornalistas sobre o incidente, Mourão disse que essa seria somente uma "maneira dele de se expressar" e arrematou: "I can live with that" ("posso viver com isso", em inglês).

    Mais:

    Bolsonaro: 'questão ideológica é tão, ou mais grave, quanto a corrupção no Brasil'
    Bancada ruralista formaliza apoio a Bolsonaro
    IBOPE: Bolsonaro cresce e atinge 31% das intenções de voto seguido por Haddad com 21%
    Bolsonaro diz que 'não tem nada pra fazer' se perder as eleições
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik