20:05 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Show pela liberdade de Lula na Lapa, Rio de Janeiro.

    Judiciário vive semana vergonhosa, diz PT em nota sobre Lula

    © AP Photo / Leo Correa
    Brasil
    URL curta
    221714

    O Partido dos Trabalhadores (PT) emitiu nota dura sobre a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de barrar o ex-presidente Lula de participar das eleições.

    A agremiação diz que os ministros erraram ao utilizar a Lei da Ficha Limpa como argumentação e que Lula poderia participar do pleito mesmo condenado em segunda instância. "Os prazos foram atropelados com o objetivo de excluir Lula. São arbitrariedades assim que geram insegurança jurídica. Há um sistema legal para os poderosos e um sistema de exceção para o cidadão Lula", afirmou o PT.

    O texto também ressalta a decisão do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações (ONU) que pediu a participação de Lula nas eleições. 

    "Em uma semana que envergonhará o Judiciário para sempre, a cúpula desse Poder negociou aumento de 16,4% nos salários já indecentes de ministros e juízes, sancionou a criminosa terceirização dos contratos de trabalho e, agora, atacou frontalmente a democracia, os direitos dos eleitores e os direitos do maior líder político do país. É uma cassação política, baseada na mentira e no arbítrio, como se fazia no tempo da ditadura", afirma a nota. 

    A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, também foi às redes sociais comentar a decisão do judiciário:

    Mais:

    PT acusa TSE de discriminar Lula
    TSE nega pedido para excluir Lula de pesquisas
    Recurso de Lula pode ser julgado na sexta-feira pelo TSE
    Fachin libera recurso de Lula contra prisão para julgamento
    Tags:
    PT, Gleisi Hoffmann, Lula
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik