08:32 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    13108
    Nos siga no

    O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tarcísio Vieira, negou nesta quinta-feira um pedido do Instituto Democracia e Liberdade (IDL) para impedir a inclusão do ex-presidente Lula nas pesquisas eleitorais.

    O instituto pediu uma liminar para “proibir a divulgação direta ou indireta de pesquisas de opinião que incluam o nome do sr. Luiz Inácio Lula da Silva enquanto preso por acórdão unânime pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, e enquanto não suspensos ou extintos os efeitos de tal condenação”.

    Tarcísio Vieira disse que o pedido foi feito em momento inadequado. Segundo o ministro a resolução que prevê a presença nas pesquisas de todos os candidatos à Presidência foi aprovada em dezembro, e seu prazo de modificação se encerrou em março. Por isso não seria possível excluir Lula das pesquisas.

    “Com efeito, conforme já decidiu este Tribunal, a alteração dos critérios exigidos pela resolução em fase avançada do processo eleitoral causaria insegurança jurídica às entidades e aos institutos de pesquisa”, escreveu o ministro, segundo Agência Brasil.

    Mais:

    Recurso de Lula pode ser julgado na sexta-feira pelo TSE
    Fachin libera recurso de Lula contra prisão para julgamento
    Após 26 dias, manifestantes encerram greve de fome por Lula
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar