08:59 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Tite, técnico da seleção brasileira, gesticula durante entrevista coletiva.

    Tite faz primeira convocação após Copa do Mundo; Neymar e Paquetá na lista

    © AP Photo / Silvia Izquierdo
    Brasil
    URL curta
    201

    O técnico Tite anunciou nesta sexta-feira (17) a primeira lista de convocados da seleção brasileira para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, nos dia 7 e 11 de setembro.

    "Os erros que cometi servem de aprendizado. Eu sou um profissional incompleto. A Copa do Mundo te dá a necessidade de modificações mais rápidas", afirmou Tite em coletiva de imprensa. 

    Segue a lista anunciada pelo Tite: 

    Goleiros

    Alisson (Liverpool)

    Hugo (Flamengo)

    Neto (Valencia)

    Defensores

    Alex Sandro (Juventus)

    Dedé (Cruzeiro)

    Fabinho (Liverpool)

    Fagner (Corinthians)

    Felipe (Porto)

    Filipe Luís (Atlético de Madrid)

    Marquinhos (PSG)

    Thiago Silva (PSG)

    Meias 

    Andreas Pereira (Manchester United)

    Arthur (Barcelona)

    Casemiro (Real Madrid)

    Fred (Manchester United)

    Lucas Paquetá (Flamengo)

    Phillipe Coutinho (Barcelona)

    Renato Augusto (Beijing Guoan)

    Atacantes

    Douglas Costa (Juventus)

    Firmino (Liverpool)

    Neymar (PSG)

    Pedro (Fluminense)

    Willian (Chelsea)

    Éverton (Grêmio)

    Observação de novos jogadores é natural, diz comentarista

    O repórter esportivo Sérgio Américo, do Rio de Janeiro, em entrevista à Sputnik Brasil, diz que já se esperava uma convocação de seleção brasileira com algumas surpresas. "Depois da eliminação do Brasil na Copa do Mundo, ainda na fase das quartas de final, contra a Bélgica, era perfeitamente natural que o Tite, em sua convocação seguinte para estes dois amistosos, aproveitasse o momento para fazer observações sobre novos jogadores e sobre jogadores que estão ganhando evidência no futebol nacional", afirma o comentarista.

    "A eliminação — da forma como aconteceu, com tantas críticas voltadas para o Neymar e até mesmo para o próprio Tite, que demonstrou alguma insegurança no momento de mexer no time — só poderia gerar este efeito, o chamamento de novos jogadores para observações, principalmente porque 2019 já está chegando e no ano que vem o Brasil vai estar envolvido com uma das mais importantes competições internacionais, a Copa América."

    Mais:

    Tite diz que partida contra a Bélgica foi 'um jogaço' e que tem orgulho do seu trabalho
    Desfalque? Tite revela lesão após comemorar gol do Brasil
    Neymar, não: principal arma do Brasil na Copa se chama Tite, diz ex-goleiro da Seleção
    Tags:
    Tite, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik