16:26 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    12510
    Nos siga no

    Após o anúncio oficial da candidatura à vice-presidência ao lado de Jair Bolsonaro (PSL), o general Antonio Hamilton Mourão viu as pesquisas pelo seu nome dispararem. Os números são confirmados pelo Google Trends, ferramenta do Google que contabiliza acessos por termos no buscador.

    O Google Trends analisa tendências por meio de uma escala gradativa que vai de 0 a 100. De acordo com os gráficos do serviço, o nome do general saiu da pontuação 2 às 7 da manhã para 100 às 13h, o que indica aumento repentino de buscas.

    Os termos mais associados ao militar eram "quem é", "intervenção militar" e, curiosamente, "Nicolás Maduro".

    Os números do Google também trazem uma surpresa: Roraima foi o estado com o maior número de acessos proporcionais em torno do general. Isso porque os gráficos do buscador não contabilizam visitas únicas, mas sua relação entre cliques em relação a população. Atrás do estado do Norte estão o Distrito Federal, o Rio Grande do Sul, o Rio de Janeiro e Tocantins.

    Roraima registra maior interesse pelo nome do general Mourão no Google, seguida por DF, RS, RJ e TO.
    © Foto / Google Trends/Reprodução
    Roraima registra maior interesse pelo nome do general Mourão no Google, seguida por DF, RS, RJ e TO.

    O general Mourão foi oficializado vice de Bolsonaro após diversas tentativas frustradas do candidato em formar alianças ou conseguir apoio de outros nomes mais conhecidos.

    O deputado considerou ainda o senador Magno Malta (PR), a advogada Janaína Paschoal, o príncipe da Casa Imperial do Brasil Luiz Philippe de Orleáns e  Bragança e o ex-astronauta Marcos Pontes.

    Tags:
    Brasil, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Roraima, Tocantins, Marcos Pontes, Janaína Paschoal, Jair Bolsonaro, Magno Malta, Antonio Hamilton Mourão, Luiz Philippe de Orléans e Bragança, Google, PR, Partido Social Liberal (PSL), Casa Imperial do Brasil, Eleições 2018, intervenção militar, nicolás maduro, quem é
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar