05:48 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    A ex-senadora e fundadora da Rede Sustentabilidade, Marina Silva é cercada pela imprensa em entrevista coletiva (arquivo)

    Em convenções partidárias, Marina e Alckmin são confirmados candidatos à Presidência

    © Foto : José Cruz/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    402

    Dois dos principais presidenciáveis nas eleições deste ano tiveram as candidaturas confirmadas pelos respectivos partidos neste sábado. Na Rede, Marina foi aclamada ao lado de Eduardo Jorge (PV). Com 288 votos sim e 1 não, Geraldo Alckmin tornou-se oficialmente o candidato do PSDB.

    Apoiada pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), Marina falou a correligionários da Rede em Brasília. Um acordo entre PT e PSB determinou a neutralidade do segundo a nível nacional, mas liberou políticos para apoiar quem quisessem a nível estadual, motivo pelo qual Rollemberg apoiará a candidata da Rede.

    Janaína Paschoal
    Edilson Rodrigues/Agência Senado/Fotos Públicas
    A coligação Rede e PV será chamada de "Unidos para transformar o Brasil" e foi acertada na última quinta-feira (2). Com Eduardo Jorge, Marina terá direito a 24 segundos de tempo na televisão, contra os oito iniciais. Ela, porém, terá apenas uma inserção diária, enquanto Alckmin contará com 12.

    O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, por sua vez, também teve a candidatura apoiada pela esmagadora maioria do PSDB: com 288 votos favoráveis e apenas um contrário. A convenção aprovou ainda a coligação com o chamado "Centrão" e confirmou a senadora Ana Amélia (PP) como candidata à vice na chapa encabeçada pelo tucano.

    A escolha da política, forte no Rio Grande do Sul, foi motivada pelo fraco desempenho de Alckmin nesta região do país. Ana Amélia também tem bom trânsito no setor de agronegócio, do qual o candidato espera receber apoio durante a campanha. O PSDB também espera ajudar a convencer o eleitorado feminino com a inclusão de uma mulher na chapa.

    Outras candidaturas

    O senador Álvaro Dias (Podemos) foi confirmado pelo partido tendo o economista Paulo Rabello de Castro como vice. Quem também saiu de uma convenção nacional como candidato foi o Cabo Daciolo, lançado pelo Patriota após a desistência de Bolsonaro em disputar as eleições pela sigla. Daciolo terá a pedagoga Suelene Balduino Nascimento como vice.

    Tags:
    Convenção partidária, Eleições 2018, Partido Patriota, PP, Podemos, Rede, PV, PSB, PSDB, Suelene Balduino Nascimento, Eduardo Jorge, Cabo Daciolo, Álvaro Dias, Rodrigo Rollemberg, Paulo Rabello de Castro, Marina Silva, Geraldo Alckmin, Rio Grande do Sul, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik