17:19 16 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Vacinação contra sarampo, poliomielite, tétano e outras doenças

    Governo lança campanha de vacinação contra poliomelite e sarampo

    © Sputnik / Igor Zarembo
    Brasil
    URL curta
    0 0 0

    A nova Campanha de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo começa na próxima segunda-feira, 6 de agosto, informou o ministério da Saúde nesta terça-feira. Crianças de um ano e menores de cinco devem se vacinar, independente da situação vacinal.

    Segundo o órgão,  No total, 11,2 milhões de crianças devem ser vacinadas. O dia D de mobilização nacional será sábado, 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos estarão abertos no país. 

    O governo pretende vacinar pelo menos 95% das crianças na tentativa de impedir o retorno dessas doenças já erradicadas no Brasil. 

    A Xuxa é o rosto e "madrinha" da campanha deste ano.

    O ministro da saúde, Gilberto Occhi, destacou a importância da campanha e cobrou responsabilidade da população. 

    “Não é uma responsabilidade exclusiva do Ministério da Saúde, nem das secretarias, dos profissionais ou dos médicos. Às vezes enfrentamos uma situação como essa, que nos traz um alerta, porque temos uma falsa impressão de que a doença foi eliminada do país. Mas é a cobertura vacinal elevada que faz a doença desaparecer. E é por isso que devemos continuar vacinando nossos filhos, para manter essas doenças longe do Brasil”, disse Occhi, segundo o site do ministério da Saúde.

    Segundo o site, todos os estados do país já estão abastecidos com 871,3 mil doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

    Nos estados que registraram surtos de sarampo, a vacinação foi antecipada como medida de bloqueio para interromper a circulação do vírus. 

    O Ministério da Saúde oferece todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) pelo SUS.

    Mais:

    Volta do sarampo à América Latina passa pela falta de vacinação, diz infectologista
    Surto de sarampo: Manaus decreta situação de emergência
    Vacinação é a única maneira de conter avanço da febre amarela, alerta especialista
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik