20:27 21 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Logotipo da rede social Facebook

    Facebook bloqueia rede de fake news ligada ao MBL

    © AP Photo / dapd, Joerg Koch
    Brasil
    URL curta
    1255

    O Facebook retirou do ar nesta quarta-feira (25) uma rede ligada ao grupo Movimento Brasil Livre (MBL) que coordenava quase 196 páginas e 87 contas que serviam para propagar fake news.

    De acordo com um comunicado divulgado pelo Facebook, o bloqueio da rede faz parte dos esforços para coibir a disseminação de notícias falsas no contexto das eleições de 2018. 

    "Foi desmobilizada uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas no Facebook, e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação", diz o comunicado da empresa. 

    Segundo fontes da agência Reuteres, que não revelaram sua identidade, a rede de fake news era administrada por importantes membros do MBL. 

    O MBL, por sua vez, publicou uma nota criticando a decisão do Facebook e alegando censura contra grupos liberais e de direita. 

    ​"Na manhã de hoje, 25/07/2018, diversos coordenadores do Movimento Brasil Livre [MBL] tiveram suas contas arbitrariamente retiradas do ar pelo Facebook. A alegação dada pela rede social é a de que se tratava de coibir contas falsas destinadas a divulgação de 'fake news'", diz a nota. 

    O movimento, que ganhou notoriedade durante a campanha de apoio ao impeachment de Dilma Rousseff, afirmou que vai recorrer a todos recursos para recuperar as páginas bloqueadas.  

    Mais:

    MBL: 'Campanha de Lula é situação similar a de estelionato'
    MBL vs Facebook: a cruzada contra a checagem de 'fake news'
    'Não converso com pessoas indecentes', filósofa abandona entrevista ao ver líder do MBL
    Tags:
    notícias falsas, eleições, fake news, MBL, Facebook, Kim Kataguiri, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik