20:24 21 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Guilherme Boulos, coordenador do MTST, durante protesto contra o governo Michel Temer em São Paulo

    PSOL confirma Boulos como candidato à Presidência

    Roberto Parizotti/ CUT
    Brasil
    URL curta
    915

    Durante a tarde deste sábado (21), Guilherme Boulos foi confirmado como candidato à Presidência do PSOL a convenção do partido. Entre as medidas com as quais o candidato de comprometeu estão a revogação de reformas aplicadas por Michel Temer, além de também se comprometer com a descriminalização do aborto.

    A convenção dos partidos é um momento importante de decisão dos candidatos em que se oficializam os nomes que serão registrados no TSE para concorrer aos cargos.

    O PSOL realizou sua convenção em um hotel na capital paulista com a presença de lideranças como Luiza Erundina e Marcelo Freixo.

    Guilherme Boulos é o candidato mais jovem a concorrer ao cargo de presidente, com 35 anos, a idade mínima estabelecida pela legislação para que se possa ascender ao posto.

    O PSOL aposta no apoio de movimentos sociais para garantir sucesso na corrida eleitoral. O próprio Boulos emergiu de um deles e não pretende desapontar sua base. Ele é a principal liderança do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, o MTST.

    Em sua coligação com o Partido Comunista Brasileiro (PCB), o PSOL terá 13 segundos durante as propagandas eleitorais para presidente veiculadas na TV e no rádio, que começarão em 31 de agosto e vão até o dia 4 de outubro, a 3 dias das eleições.

    Mais:

    'Boulos é considerado o próximo Lula, o Lula Junior'
    Boulos ataca Bolsonaro e promete plebiscito ao ser confirmado pelo PSOL à Presidência
    Guilherme Boulos lança pré-candidatura à Presidência da República
    Guilherme Boulos sobre Cunha: 'por que ele foi afastado tão tarde?'
    Tags:
    eleições 2018, Partido Comunista Brasileiro (PCB), MTST, PSOL, TSE, Luiza Erundina, Marcelo Freixo, Guilherme Boulos, São Paulo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik