23:43 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    • O traficante brasileiro de armas, Frederik Barbieri.
    • Os 60 fuzis de Barbieri apreendidos pela polícia carioca no Galeão, em 2017.
    • O colombiano Pablo Escobar já figurou na lista de bilionários da revista Forbes com uma fortuna de US$ 3 bilhões.
    • O russo Viktor Bout alimentou com sua rede de tráfico de armas conflitos na África e no Oriente Médio. Ele foi detido na Tailândia em 2008 e atualmente cumpre pena nos Estados Unidos. Sua história inspirou o filme O Senhor das Armas, de 2005.
    • Conhecido como o Rei do Ópio, o birmanês Khun Sa dominou o tráfico no sudeste asiático por 3 décadas. Ele chegou a ter um exército separatista em Mianmar, financiado pelo tráfico.
    • Um dos líderes da facção Comando Vermelho, Fernandinho Beira Mar atuava com o tráfico de armas e drogas antes de ser preso na Colômbia, em 2001. Está detido deste então.
    • Miguel Rodriguez Orejuela liderou o Cartel de Cali. Para lavar os lucros milionários, tinha uma rede de farmácia e dois bancos. Ele foi detido em 1995 e extraditado aos Estados Unidos em 2005 - onde cumpre pena desde então.
    • O chinês Zhenli Ye Gon era conhecido por ter uma empresa farmacêutica no México. Até uma batida em sua casa encontrar US$ 207 milhões e as autoridades mexicanas o acusarem de envolvimento no tráfico de metanfetamina. Após o escândalo, o banco HSBC pagou uma multa de US$ 1,9 bilhão por seu envolvimento na lavagem de dinheiro para narcotraficantes mexicanos. Zhenli Ye Gon foi preso nos EUA e extraditado para o México em 2016. Ele está detido desde então.
    • Parte dos US$ 207 milhões apreendidos na casa de Zhenli Ye Gon.
    • Joaquín Guzmán, El Chapo, ao ser capturado em 2014. Ele era um dos líderes do Cartel de Sinaloa, no México.
    Reprodução
    O traficante brasileiro de armas, Frederik Barbieri.

    O brasileiro Frederik Barbieri, de 46 anos, foi condenado nesta quinta-feira (19) por tráfico internacional de armas pela Justiça dos Estados Unidos. Ele ficou conhecido como o maior traficante de armas do Brasil quando um carregamento seu com 60 fuzis foi apreendido no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, em junho de 2017.

    O traficante foi condenado a 12 anos e oito meses  de prisão pela Justiça dos EUA nesta quinta-feira (19) por tráfico de armas.

    Morador da Flórida, ele foi detido em sua casa em fevereiro de 2018 e declarou-se culpado para conseguir uma redução na pena.

    A polícia estadunidense encontrou em sua casa 52 rifles, dezenas de carregadores e 2.000 cartuchos de munição.

    A pena máxima que o juiz Federico Moreno, de um tribunal federal da Miami, na Flórida, poderia aplicar a Barbieri seria de 25 anos.

    Além da pena, a Justiça dos EUA aplicou um confisco de US$ 9,6 milhões contra o traficante.

    Mais:

    TRE vai pedir reforço de tropas federais para ajudar nas eleições do Rio de Janeiro
    A segurança no Rio tem solução? Especialistas criam agenda com propostas para candidatos
    Ministério Público entra com ação de improbidade contra prefeito do Rio
    Câmara do Rio começa a discutir impeachment de Crivella nesta quarta-feira
    Forças Armadas ocupam comunidades do Rio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais fotos