23:16 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Bombeiro tentando extinguir as chamas no incêndio em São Paulo, 1º de maio de 2018

    Incêndio em SP: 44 pessoas ainda não foram localizadas

    © REUTERS / Stringer
    Brasil
    URL curta
    0 0 0

    O Corpo de Bombeiros informou na manhã desta quarta-feira (2) que 44 pessoas ainda não foram encontradas após o incêndio seguido de desabamento de um prédio de 24 andares no Centro de São Paulo. Buscas já duram quase 30 horas.

    Não se sabe se as pessoas da ocupação do prédio no Largo do Paissandu que não foram encontradas estavam no edifício ou não no momento do desabamento. Dentre elas, foi confirmado o desaparecimento de uma pessoa — o homem que estava sendo resgatado no momento em que o prédio desabou. 

    A principal hipótese para a causa do incêndio vem sendo apontada como acidente doméstico, provocado por uma explosão de um botijão ou de panela de pressão. Foi informado também que a operação dos bombeiros se concentra em três frentes: o rescaldo e o resfriamento do local para evitar outros focos de incêndio, as buscas pelo desaparecido e a liberação de vias da região. 

    Na madrugada de 1º de maio, um prédio de 24 andares desabou no Centro de São Paulo após um incêndio de grandes proporções. Outro prédio vizinho e uma igreja também foram atingidos.

    De acordo com o Corpo de Bombeiros, cerca de 140 famílias viviam irregularmente no edifício. 

    Mais:

    Bombeiros de SP atualizam para 34 número de desaparecidos em incêndio
    Mídia internacional dá destaque à tragédia de SP: 'inferno em chamas'
    Temer é hostilizado ao visitar local do desabamento em SP
    Tags:
    desaparecidos, ocupação, bombeiros, desabamento, incêndio, São Paulo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik