21:46 21 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Ato unificado do 1° de Maio, pela liberdade de Lula e em defesa da democracia, na Praça Santos Andrade, em Curitiba

    Curitiba é tomada por milhares de apoiadores do ex-presidente Lula

    © Foto : Ricardo Stuckert
    Brasil
    URL curta
    201913

    Na cidade de Curitiba, onde Luiz Inácio Lula da Silva cumpre pena pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, milhares de ativistas, de variados grupos sociais, se reuniram para protestar pela libertação do ex-presidente e em comemoração ao Dia do Trabalhador.

    Concentrados principalmente em torno da praça Santos Andrade, os manifestantes gritaram palavras de apoio ao ex-chefe de Estado, supostamente condenado de forma injusta, segundo seus seguidores, ao lado de artistas e políticos de destaque no cenário nacional.

    "Queriam prender Lula, mas não sabiam que ele não estava só!", disse a senadora petista Gleisi Hoffmann, presente no ato deste 1º de Maio.

    O ato em Curitiba ocorre simultaneamente com outras manifestações em defesa da liberdade de Lula em outras cidades do Brasil.

    Segundo a Central Única dos Trabalhadores, o ex-presidente teria enviado uma mensagem ao povo durante as comemorações deste Dia do Trabalhador, dizendo:

    "Sabemos que esse Brasil é possível, por isso, a esperança não é apenas um desejo, é algo que buscamos na nossa luta democrática todos os dias. Viva o 1º de Maio", teria dito Lula, de acordo com a CUT.

    Mais:

    1º de maio em Curitiba: sindicalistas se unem no primeiro Dia do Trabalhador sem Lula
    Prefeitura de Curitiba pede transferência de Lula da sede da PF
    Ação contra Lula tem 'outras provas' e fica em Curitiba, decide Moro
    Tags:
    1 de maio, Dia do Trabalhador, Gleisi Hoffmann, Luiz Inácio Lula da Silva, Lula, Curitiba, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik