02:25 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Companhia Siderúrgica Nacional (CSN)

    Segunda explosão na CSN em menos de um mês preocupa trabalhadores: 'Isso não é normal'

    © Foto : Wikimedia Commons
    Brasil
    URL curta
    160

    A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), confirmou nesta terça-feira (17) que uma falha mecânica causou um incêndio na unidade de Volta Redonda, no sul do estado do Rio de Janeiro, na noite de segunda-feira (16). Esta é a segunda explosão em 20 dias e sindicato diz "temer algo pior".

    Não houve feridos. Em nota, a companhia explicou que a falha foi em um dos quatro regeneradores do Alto-Forno 3, que foi consertado e voltou a funcionar na madrugada de hoje.

    Apesar de o incêndio já ter sido controlado, o diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda, José Eli, alertou que explosões na siderúrgica estão se tornando frequentes. Lembrou que, há 20 dias, outro incêndio ocorreu no setor da aciaria (onde o ferro-gusa é transformando em aço), deixando operários feridos, embora sem gravidade. As informações são da Agência Brasil.

    "Foram duas explosões significativas, isso não é normal", disse José Elias. "Na prevenção de acidentes, a gente fala o seguinte: quando começam a ocorrer fatos dessa natureza, é sinal de que algo pior está por vir", alertou. "Isso não é normal, a siderúrgica tem que tomar as providências para saber o que está acontecendo", completou.

    Em relação ao acidente ocorrido há 20 dias, José Eli cobrou respostas. As causas ainda estão sendo investigadas, mas indicam a possibilidade de ser contaminação na sucata, segundo ele. Na avaliação do sindicato, os trabalhadores estão sendo expostos a risco duplo. "As duas explosões foram seguidas de muita sorte, só por isso não houve feridos [graves]", disse.

    Na explosão de ontem à noite, o diretor do sindicato contou que o forte estrondo da explosão foi seguido por um cheiro de queimado, deixando moradores de Volta Redonda "alarmados". No momento, o sindicato inspeciona os altos-fornos averiguando eventuais riscos.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik