22:04 19 Abril 2018
Ouvir Rádio
    MST

    MST ocupa fazenda de Oscar Maroni, autodenominado 'magnata do sexo'

    Marcello Casal/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    773

    Cerca de 300 integrantes ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam, na manhã desta terça-feira (17), a Fazenda Santa Cecília, de propriedade de Oscar Maroni. A área fica em Araçatuba, interior de São Paulo.

    Esta é quarta ocupação do movimento na área do empresário, conhecido por agenciar casas de prostituição de luxo como o Bahamas Club, na cidade de São Paulo.  As informações são do site Brasil de Fato.

    A fazenda possui cerca de 700 hectares, e já esteve envolvida em processos trabalhistas que a levaram a leilão em 2016. O MST exige que a área seja destinada à Reforma Agrária.

    A ação faz parte da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária e denuncia as violências de Oscar Maroni. Ao longo desta terça-feira, os movimentos populares ligados à Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo realizam uma série de mobilizações em todo o Brasil.

    Autodenominado "magnata do sexo", Maroni foi acusado pelo Ministério Público de São Paulo de manter casa de prostituição e de "facilitar ou induzir a prostituição alheia" no Bahamas. O empresário foi condenado em primeira instância em 2011, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) o absolveu em outubro de 2017.

    Mais:

    Coronel amigo de Temer tem fazenda invadida pelo MST em São Paulo
    Após 2017 violento no campo, mais um membro do MST é assassinado
    Eike, Maggi, Teixeira: envolvidos em corrupção tem terras ocupadas pelo MST
    CUT e MST preparam um novo campeão de audiência
    'Se é do Lula, é nosso': MTST e Povo Sem Medo ocupam tríplex do Guarujá (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik