14:26 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Caravanas do Brasil inteiro chegam para Vigília Democrática Lula Livre

    Acampamento 'Lula Livre' em Curitiba vira centro político do PT e da esquerda

    Fotos Públicas / Ricardo Stuckert
    Brasil
    URL curta
    Lula preso na PF de Curitiba (18)
    1375

    Desde o último sábado, o centro político do PT e de diversos movimentos sociais se deslocou para Curitiba, onde está sendo realizada a Vigília Democrática pela Liberdade de Lula, nas proximidades da sede da Polícia Federal.

    Segundo a avaliação da PM, feita na segunda-feira, o número de manifestantes seria de 500. A organização do acampamento, no entanto, fala em pelo menos mil pessoas credenciadas, entre sem-terra, sindicalistas e outros movimentos sociais.

    Durante uma coletiva de imprensa, também na segunda-feira, a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, disse que diversas atividades estão sendo planejadas durante a vigília democrática Lula Livre.

    "Amanhã são dez governadores confirmados, governadores do nordeste, de Minas Gerais. Eles vão fazer uma visita à superintendência da Polícia Federal e tentar visitar o presidente Lula. Tem muita gente querendo vir, Pepe Mujica quer visitar o presidente, personalidades internacionais. Estamos organizado isso com os advogados, também com a direção da Polícia Federal e o ministro da Defesa, Raul Jungmann", disse a política, citada pelo site oficial do partido.

    Ela ressaltou esperar atividades todos os dias. "Esperamos que seja somente até quarta-feira, mas, se não, teremos atividade até o final da semana", concluiu.

    Os militantes já receberam as visitas do ex-ministro de Relações Internacionais, Celso Amorim, do ex-ministro do Trabalho, Luiz Marinho, e do ex-presidente da Petrobrás, Sergio Gabrieli. 

    O coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile, discursou para os presentes e garantiu que o movimento montará acampamentos em frente ao Supremo Tribunal Federal, em Brasília, e na Candelária, no Rio de Janeiro.

    ​Já o presidente estadual do PT de São Paulo, Luiz Marinho, prometeu uma estratégia para que o acampamento permaneça pelo tempo que for necessário. Segundo ele, nesta terça-feira dez ônibus da militância de Minas Gerais devem se juntar aos presentes. Na quinta-feira, outros 20 ônibus chegam de São Paulo.

    "É a lógica de organizar uma resistência, uma vigília e marcar presença permanente aqui para que o presidente Lula saiba que estamos com ele", disse o político.

    Tema:
    Lula preso na PF de Curitiba (18)

    Mais:

    Maduro: oligarcas brasileiros querem impedir que Lula seja presidente
    Universidade argentina avança proposta para conceder título de doutor a Lula
    Com prisão de Lula, Brasil entra em 'época de turbulência'
    'Manda este lixo janela abaixo', teria dito operador de voo que levou Lula (ÁUDIO)
    'Não vamos sair daqui enquanto não sairmos com o Lula', diz Gleisi Hoffmann
    Lula desembarca em Curitiba e segue para sede da Polícia Federal
    Tags:
    esquerda, Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), PT, Luiz Inácio Lula da Silva, Lula, Brasil, Curitiba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik