02:53 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, saúda simpatizantes em São Bernardo do Campo, em ato de 5 de abril de 2018

    Polícia Federal decide adiar a prisão de Lula pelo menos até amanhã

    © AP Photo / Nelson Antoine
    Brasil
    URL curta
    10125

    A Polícia Federal decidiu que não cumprir o mandado de prisão contra o ex-presidente Lula. De acordo com informações de bastidores, os policiais querem evitar o desgaste de ir até o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e prender o político em meio a sua militância, negociando assim os termos da entrega.

    Mais cedo, a defesa do ex-presidente decidiu não cumprir o prazo estabelecido pelo juiz Sérgio Moro para que se entregasse à PF de Curitiba até as 17h desta sexta-feira. Os advogados de Lula entraram com um pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça, mas o pedido foi imediatamente negado pelo ministro Félix Fischer. Sem alternativas, a defesa recorreu mais uma vez ao STF para tentar evitar a prisão.

    Sob relatoria do ministro Edson Fachin, que votou contra o pedido de habeas corpus original de Lula no julgamento de quarta, o novo recurso foi encaminhado à presidência do STF. Lula, por enquanto, diz que vai se pronunciar amanhã, às 9h, durante uma missa a ser realizada na sede do Sindicato em memória dos 68 anos da ex-primeira-dama Marisa Letícia, falecida em 2017.

    Tags:
    Superior Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Félix Fischer, Luiz Edson Fachin, Luiz Inácio Lula da Silva, ABC Paulista, Curitiba, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik