21:42 19 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Temer é convidado de Trump para jantar em Washigton que vai discutir crise na Venezuela

    Temer diz que tem 'gente disposta a desestabilizar o país com gestos irresponsáveis'

    Beto Barata/PR/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    1125

    O presidente Michel Temer participou nesta segunda-feira (2) do Fórum Econômico Brasil e Países Árabes. Em meio ao escândalo de propina envolvendo seus amigos, Temer afirmou que há pessoas tentando desestabilizar o seu governo.

    “Nesses quase dois anos de governo não foram poucos os embaraços e as oposições que sofremos. Até de gente disposta a desestabilizar o país com gestos extremamente irresponsáveis que têm, naturalmente, repercussão internacional. As pessoas que agem dessa maneira não sentem brasilidade em seu coração e sabem que gestos dessa natureza comprometem e criam problemas nos aspectos internacionais", disse Temer sem citar nomes.

    O presidente Temer também aproveitou a oportunidade para destacar os méritos de seu governo que, segundo ele, estaria tirando o Brasil da pior recessão de sua história. 

    “Estamos saindo da pior recessão da nossa história e ingressando em uma fase de crescimento mais vigoroso e cada vez mais sustentável. Por isso digo que o Brasil voltou e veio para ficar”, concluiu. 

    Na semana passada, a Polícia Federal executou a Operaçao Skala, prendendo o ex-assessor especial da Presidência da República, José Yunes, e o ex-coronel da Polícia Militar de São Paulo, João Baptista Lima Filho, apontados como amigos do presidente Michel Temer.

    A operação Skala foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, responsável pelo inquérito que investiga o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A por meio da edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado pelo presidente Michel Temer em maio do ano passado.

    O inquérito investiga se Temer beneficiou, por meio de decreto, empresas do setor portuário em troca de recebimento de propina.

    Mais:

    Planalto diz que 'autoridades' tentam tirar Temer da vida pública
    Temer se reúne com advogado após prisão de amigos
    Temer: Presidência é um trabalho 'dificílimo' e sujeito a 'bombardeios'
    Bolsonaro cobra investigação contra Temer no decreto dos portos: 'Tem que ir fundo'
    Tags:
    recessão, propina, corrupção, Operação Skala, Polícia Federal, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik