18:48 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Local do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL)

    PM dispensou testemunhas do assassinato de Marielle sem ouvi-las, diz jornal

    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Brasil
    URL curta
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (32)
    1033

    Duas testemunhas do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) afirmam que os policiais militares que chegaram ao local do crime do dia 14 de março as dispensaram sem prestar depoimento.

    A informação foi publicada pelo jornal O Globo neste domingo (1). À publicação, as testemunhas disseram que esperaram até a chegada da PM, mas receberam ordens para deixar o local do crime.

    Elas afirmam que viram apenas um carro suspeito e que o autor dos disparos seria um homem negro que estava no banco de trás do carro dos criminosos. Ele teria utilizado uma arma de cano longo que parecia ter um silenciador, afirmam.

    As testemunhas também contaram que o carro dos criminosos deu uma guinada e fugiu pela Rua Joaquim Palhares. As autoridades trabalham com a hipótese que a fuga aconteceu pela Rua João Paulo Primeiro e de que o grupo assassino estava dividido em dois carros.

    Tema:
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (32)

    Mais:

    Vereador assume vaga de Marielle no Rio de Janeiro
    Disque-Denúncia já recebeu 53 telefonemas sobre assassinato de Marielle
    Papa Francisco conversa com mãe de Marielle Franco por telefone
    Marielle deixou um legado de força e coragem, diz mãe que teve o filho morto pela polícia
    Ato por Marielle e Anderson volta a reunir milhares no Rio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik