04:34 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Michel Temer, presidente de Brasil

    'Temer nada tem a ver com isso', diz ministro sobre prisão de amigos do presidente

    © REUTERS / Adriano Machado
    Brasil
    URL curta
    805

    O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta quinta-feira que as prisões de amigos do Temer pela Polícia Federal não enfraquecem o governo, nem o presidente.

    "A prisão de dois amigos do presidente é uma situação em relação a qual nós ainda não temos um conhecimento específico dos motivos que levaram a ela”, disse o ministro. 

    “Quero antes de mais nada ter conhecimento dos motivos e tenho a certeza de que se isso não for tratado com parcialidade, com sensacionalismo, não enfraquece o governo porque o presidente Temer nada tem a ver com isso. O decreto não beneficia a Rodrimar”, disse o ministro.

    Segundo a Agência Brasil, entre os presos pela PF estão o advogado José Yunes, ex-assessor do presidente Michel Temer, bem como o ex-ministro da Agricultura e ex-presidente da estatal Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Wagner Rossi, e o presidente do Grupo Rodrimar, Antônio Celso Grecco. Os agentes públicos são suspeitos de favorecer empresas do setor portuário com a publicação de um decreto assinado pelo presidente Temer em maio do ano passado — o Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017).

    Marun garantiu que a “absoluta inocência” do presidente Michel Temer. 

    “Temos a mais absoluta convicção de que, em havendo clareza, em havendo imparcialidade na condução das investigações, chegaremos a óbvia conclusão: o Decreto dos Portos não beneficia a Rodrimar e que ao final restará esclarecida a absoluta inocência do presidente em relação a tudo isso”, disse o representante do governo.

    As medidas foram determinadas por Luís Roberto Barroso, relator do Inquérito dos Portos, no STF. O inquérito investiga o suposto favorecimento da Rodrimar S/A por meio da edição do Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado por Michel Temer em maio do ano passado.

    Mais:

    Bolsonaro cobra investigação contra Temer no decreto dos portos: 'Tem que ir fundo'
    Temer será investigado por suspeita de corrupção em decreto sobre portos
    Tags:
    Decreto dos Portos, Polícia Federal, Antônio Celso Grecco, Wagner Rossi, José Yunes, Carlos Marun, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik