18:31 21 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Complexo do Alemão, Rio de Janeiro

    'A favela é uma potência', diz diretor de documentário sobre a Orquestra Maré do Amanhã

    Bruno Itan/ Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    0 10

    A história da Orquestra Maré do Amanhã, projeto social que há 8 anos muda a vida de crianças e jovens do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, é o tema do documentário “ContraMaré”, que teve sua pré-estreia esta semana. O diretor do documentário conversou com a Sputnik Brasil sobre a produção do filme e a importância do projeto.

    O projeto atende a mais de 3 mil crianças e adolescentes da comunidade, onde nasceu e se criou Marielle Franco, a vereadora e defensora dos direitos humanos assassinada há 2 semanas. Marielle foi homenageada durante a estreia do documentário na última segunda-feira (26) com um emocionante concerto da orquestra. 

     

    O diretor do filme "ContraMaré", Daniel Marenco, conversou com a Sputnik Brasil sobre a experiência de realizar a obra, retratando o dia-a-dia da orquestra.  

    "A gente se encontrou na rotina de bastidores de ensaios, apresentações. Acho que o forte do documentário é isso, muitas pessoas conhecem a orquestra, sabem que eles foram tocar pro Papa, sabem que eles se apresentaram no [Theatro] Municipal, mas pouca gente sabe o que se passa na cabeça desses meninos, que vivem em um ambiente que são atingidos pela violência, o que passa na cabeça desses meninos quando eles são levados para tocar no Municipal, são levados pra Roma pra tocar no Vaticano pro Papa?", destaca o autor do filme.

    • Cartaz do filme 'ContraMaré', documentário sobre o projeto Orquestra Maré do Amanhã
      Cartaz do filme 'ContraMaré', documentário sobre o projeto Orquestra Maré do Amanhã
      Reprodução / Facebook
    • Músico ensaia no Complexo da Maré
      Músico ensaia no Complexo da Maré
      reprodução / Facebook
    • Cartaz do filme 'ContraMaré', documentário sobre o projeto Orquestra Maré do Amanhã
      Cartaz do filme 'ContraMaré', documentário sobre o projeto Orquestra Maré do Amanhã
      Reprodução / Facebook
    1 / 3
    Reprodução / Facebook
    Cartaz do filme 'ContraMaré', documentário sobre o projeto Orquestra Maré do Amanhã

    De acordo como Marenco, o documentário é bonito porque "dá voz" pra esses jovens e, principalmente, porque mostra "como eles conseguem vencer e viram exemplo de que isso é possível".

    Ao comentar a vida cultural que existe nas favelas, apesar de tanta ênfase na violência, o diretor é categórico ao destacar a força da arte na comunidade: 

    "A favela é uma potência, nesse sentido. Quem pensa o contrário está totalmente enganado, talvez por desconhecimento ou por preconceito. A favela é uma potência de produção de talento", afirma o documentarista. 

    Daniel Marenco aproveitou a conversa para divulgar uma nova oportunidade que o projeto pode ganhar através do canal da Orquestra Maré do Amanhã no YouTube. De acordo com ele, se a página tiver 10 mil pessoas inscritas, os jovens da Maré terão a oportunidade de gravar um CD deles. 

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik