07:49 22 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Michel Temer chega a uma cerimônia no Planalto, em 27 de julho de 2017

    Temer comenta atentado contra caravana de Lula: 'uma pena'

    © REUTERS / Adriano Machado
    Brasil
    URL curta
    913

    O presidente Michel Temer se pronunciou pela primeira vez nesta quarta-feira (28) sobre o atentado a tiros contra a caravana que o ex-presidente Lula realiza pelo país, ocorrido na última terça-feira.

    De acordo com Temer, o ataque ao ônibus da caravana de Lula foi "uma pena" e cria um clima de "instabilidade". 

    “É uma pena que tenha acontecido isso, porque vai criando um clima de instabilidade no país, de falta de pacificação, que é indispensável no presente momento”, disse Temer.

    Na noite da terça-feira (27), a caravana política de Lula que circula pela região sul do país foi atacada a tiros no Parabá. Segundo informações da polícia, 3 tiros atingiram dois veículos da Caravana. 

    “Devo dizer também, que na verdade, essa onda de violência não foi pregada talvez por aqueles que tomaram essa providência, talvez tenha sido, tenha começado lá atrás. E a história de uns contra outros, realmente cria essa dificuldade que gera atritos dessa natureza”, acrescentou Temer. 

    A senadora Gelisi Hoffmann criticou a falta de segurança e o suposto descaso com apelos que os organizadores da caravana "Lula Pelo Sul" teriam feito ao governo devido a uma escalada de casos de ataques e tensão ao longo do trajeto da caravana que o ex-presidente faz pela região sul.

    Mais:

    'Estão colhendo o que plantaram', diz Alckmin sobre ataque a caravana de Lula
    Caravana de Lula sofre atentado a tiros
    Moro diz que decisão a favor de Lula pode beneficiar traficantes e pedófilos (VÍDEO)
    Defesa de Lula deve apresentar um novo recurso ao TRF4
    Tags:
    caravana, atentado, PT, Michel Temer, Lula, Luiz Inácio Lula da Silva, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik