19:57 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Marcelo Freixo carrega caixão de Marielle Franco.

    Conselho de Direitos Humanos vai acompanhar investigações sobre morte de Marielle

    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Brasil
    URL curta
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (32)
    1003

    O Conselho Nacional de Direitos Humanos mandou representantes para o Rio de Janeiro nesta sexta-feira (16) para acompanhar as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do seu motorista, Anderson Pedro Gomes.

    Participam da comitiva, considerada missão emergencial, a presidente do CNDH, Fabiana Severo, o vice-presidente, Darci Frigo, e a conselheira Sandra Carvalho, representante da Justiça Global.

    No período da manhã, os conselheiros devem se reunir com entidades da sociedade civil e familiares das vítimas, para prestar acolhimento e ouvir demandas que possam ser encaminhadas.

    Durante a tarde, o grupo vai encontrar membros do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, às 13h, e da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, às 15h. Também é possível que ocorra uma reunião com representantes da Polícia Civil, o que ainda não foi confirmado.

     

    Tema:
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (32)

    Mais:

    Assessora de Marielle se jogou do carro e ainda está em estado de choque, diz jornal
    'Assassinato de Marielle revela existência de esquadrões da morte na Polícia Militar'
    Assassinato de Marielle é um tiro para a própria militarização do país, diz especialista
    Tags:
    Marielle Franco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik