05:50 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Sessão de votação no Senado, onde foi aprovado em 1º turno o fim do foro privilegiado

    Senado aprova acordo de cooperação entre Brasil e EUA para uso do espaço

    Jonas Pereira/Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    735

    O plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (13), o decreto que autoriza o acordo entre Brasil e Estados Unidos para uso pacífico do espaço exterior.

    A parceria permite cooperação nas áreas de ciência e tecnologia espacial e foi assinada em 2011, mas precisa da aprovação dos parlamentares dos dois países para entrar em vigor.

    O decreto legislativo aprova a continuidade do acordo anterior, assinado em 1996. O objetivo do tratado é desenvolver atividades de cooperação bilateral para voos espaciais, ciências da Terra e demais ciências. As informações são da Agência Brasil e da Agência Senado.

    Aprovado de forma simbólica pelos senadores presentes na sessão, o decreto será agora promulgado pelo Congresso Nacional.

    O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) manifestou voto contrário, ao lembrar que na semana passada o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elevou as taxas de importação de aço e alumínio, causando prejuízos ao Brasil. O senador destacou que não é contrário ao mérito, mas pediu a retirada de pauta do projeto como "um sinal" de que o Senado e o Brasil estão reagindo a um ato abusivo por parte do presidente americano.

    A senadora Ana Amélia (PP-RS), relatora do projeto, reconhece que os argumentos da oposição "são legítimos" e que a atitude de Trump é "intempestiva". Ela apontou, no entanto, que o maior beneficiado do acordo é o Brasil. Segundo a senadora, a segurança da aviação e a qualidade da comunicação móvel estão entre as áreas que poderão conseguir avanços com o acordo. Para Ana Amélia, o melhor ambiente para uma pressão é o comercial.

    O acordo vale por 20 anos e entra em vigor assim que for concluída a comunicação entre os dois países informando a conclusão dos procedimentos internos para aprovação do acordo, o que, do lado brasileiro, deve ocorrer nos próximos dias.

    Mais:

    Brasil tenta retomar um sonho que foi para o espaço
    Como russos votam na Síria, Ucrânia e até no espaço
    Força Aérea dos EUA anuncia guerra no espaço
    Tags:
    espaço, acordo, Estados Unidos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik