15:43 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente do Brasil, Michel Temer, no Palácio do Planalto em Brasília

    Barroso autoriza quebra de sigilo bancário de Temer

    © REUTERS/ Ueslei Marcelino
    Brasil
    URL curta
    7120

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, autorizou nesta terça-feira (5) a quebra do sigilo bancário do presidente Michel Temer.

    Barroso é o responsável no STF pelo inquérito que investiga o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A por meio da edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado pelo presidente Michel Temer em maio do ano passado.

    Na ação, além de Temer, são investigados o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures e os empresários Antônio Celso Grecco e Ricardo Mesquita, donos da Rodrimar, empresa que atua no Porto de Santos.

    Essa é a primeira vez que um presidente do país tem seu sigilo bancário quebrado durante o exercício do mandato. O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o presidente Michel Temer ainda não foi notificado oficialmente da decisão.

    Em entrevista, Marun disse que o presidente está "indignado" com o fato.

    "O presidente vai divulgar seus extratos, não tem nada a esconder, mas encontra-se contrariado, e indignado até, por essa decisão que nós consideramos completamente indevida, principalmente pelo fato deste inquérito não possuir base fática alguma para justificar uma medida como essa", afirmou.

    Em nota, a Presidência da República informou que Temer irá solicitar ao Banco Central todos os seus extratos bancários e a divulgação desses.

    "O presidente Michel Temer solicitará ao Banco Central os extratos de suas contas bancárias referentes ao período mencionado hoje no despacho do iminente ministro Luís Roberto Barroso. E dará à imprensa total acesso a esses documentos. O presidente não tem nenhuma preocupação com as informações constantes suas contas bancárias", diz a nota, assinada pela Secretaria Especial de Comunicação Social.

    Mais:

    Fachin inclui Temer em inquérito da Odebrecht na Lava Jato
    Tags:
    Luis Roberto Barroso, Michel Temer
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik