10:07 10 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Intervenção federal no Rio de Janeiro (45)
    0 0 0
    Nos siga no

    A maioria dos deputados federais decidiu aprovar o decreto do presidente Michel Temer que determinou uma intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.

    Ao todo, 340 parlamentares votaram a favor da polêmica medida, enquanto apenas 72 foram contra. Agora, o documento seguirá para o Senado Federal. 

    Apesar das discussões no Congresso Nacional, a intervenção federal na segurança do território fluminense, solicitada pelo governador do estado, Luiz Fernando Pezão, já está em vigor desde a última sexta-feira. Cabe ao legislativo decidir se ele continuará valendo. A expectativa é a de que os senadores discutam o tema já nesta terça-feira, 20.

    Na prática, a medida do Planalto, alvo de intensos debates em todo o Brasil nos últimos dias, passa para as Forças Armadas, até o final deste ano, o controle da Secretaria de Segurança, das Polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros e do sistema carcerário do Rio, deixando na mão das autoridades civis regionais a administração dos demais setores do estado. Embora os militares fiquem encarregados apenas da segurança, opositores veem a manobra como um sério risco à democracia, alegando temer uma repetição, em menor escala, das arbitrariedades e do cenário político inaugurado pelo Golpe de 1964 no país. Os defensores, no entanto, acreditam que esta é a melhor forma de combater, no momento, a violência no estado, cujo governo assumiu não ter condições de garantir a segurança dos cidadãos. 

    Tema:
    Intervenção federal no Rio de Janeiro (45)

    Mais:

    PSOL vai ao STF tentar barrar intervenção no Rio de Janeiro
    Intervenção pode fortalecer crime organizado no Rio, alerta tenente-coronel reformado
    Para o Planalto, Interventor do Rio deve fazer mudanças nas polícias
    Governo não vai detalhar decreto de intervenção no Rio: 'É entregar o ouro ao bandido'
    Tags:
    intervenção, militares, segurança, golpe de Estado, Senado Federal, Câmara dos Deputados, Michel Temer, Luiz Fernando Pezão, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar