08:16 20 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva são vistos durante ato em Porto Alegre em 23 de janeiro de 2018, na véspera do julgamento no TRF-4

    Lula: 'Só o dia que eu morrer eu vou parar de lutar'

    © AP Photo/ Wesley Santos
    Brasil
    URL curta
    O julgamento do ano: Lula enfrenta seu destino no TRF4 (36)
    11102

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pronunciamento na parte da manhã desta quarta-feira no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Em seu discurso, Lula destacou programas de seu governo e criticou a sentença do juiz Sérgio Moro, que o condenou a nove anos e seis meses de prisão.

    "As pessoas que me julgaram estão com a consciência menos tranquila do que a minha. Só o dia que eu morrer eu vou parar de lutar em defesa do povo brasileiro e na construção da democracia", afirmou.

    Lula destacou as mobilizações que ocorreram nesta terça-feira em Porto Alegre e disse que o povo brasileiro está "acordando de uma anestesia".

    "Se construiu muita mentira contra o PT, muita mentira contra a Dilma, tiraram a Dilma e parecia que o país estava anestesiado. Criaram a ideia de que o país tinha uma doença grave e essa doença chama-se PT, vamos tirar o PT e tudo vai melhorar. Só que agora o povo está acordando da anestesia e descobriu que não fizeram uma cirurgia para melhorar", diz.

    Tema:
    O julgamento do ano: Lula enfrenta seu destino no TRF4 (36)

    Mais:

    Senador do PSDB: 'Lula é o principal responsável pelo desastre político do país'
    Diego Maradona declara apoio a Lula
    ‘Impedir a candidatura de Lula é regime de exceção’, diz deputado
    Apesar de tudo, 'cada dia Lula se afirma mais no consenso de muita gente'
    'Justiça será feita', diz procurador do MPF em julgamento de Lula (VÍDEO AO VIVO)
    Tags:
    Operação Lava Jato, TRF4, julgamento, Luiz Inácio Lula da Silva, Lula
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik