11:00 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Telstar 18, a bola que será utilizada na Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

    Entenda como a cana-de-açúcar brasileira estará na Copa do Mundo da Rússia

    Divulgação
    Brasil
    URL curta
    0 30

    Com a chegada de 2018, cresce a expectativa no mundo todo pela Copa do Mundo da Rússia, um dos campeonatos mais assistidos e adorados em todo o planeta. Com os grupos e primeiros confrontos já decididos, o Brasil conseguiu uma participação especial em todos os jogos.

    Isso porque a bola que será utilizada no torneio é feita com um material ecológico e muito brasileiro, a cana-de-açúcar.

    A Arlanxeo, fabricante da borracha utilizada para a confecção da bola, está localizada no Brasil, na cidade de Triunfo, no Rio Grande do Sul.

    Ao longo das últimas décadas, as bolas de futebol de couro foram substituídas por materiais sintéticos. A busca por novos materiais serviu para melhorar o desempenho das bolas e dos jogadores. No entanto, essa busca vinha deixando de lado a necessidade de uma visão ecológica, o que inspirou os fabricantes da bola da Copa do Mundo a buscarem uma nova direção em 2018, na Rússia.

    A Sputnik Brasil conversou com o diretor de vendas e marketing da fabricante do material, Marcos Oliveira, que nos contou algumas curiosidades sobre o material e as razões que o fizeram parte da bola que povoará milhões de mentes e corações em 2018.

    No Salar de Uyuni, Bolívia. O maior deserto de sal do mundo.
    Daniel Marenco/ Expedição Fuscamerica/ Divulgação
    Ele explica que o material brasileiro, o Keltan Eco, é fabricado na unidade de Triunfo desde 2011. Ele utiliza uma tecnologia de polimerização de EPDM, um tipo de borracha sintética. "A matéria-prima desse produto é extraída da cana de açúcar: o etileno de base biológica. A borracha Keltan Eco, graças à matéria-prima natural, possui uma pegada de carbono significativamente mais baixa do que polímeros derivados de petróleo fóssil", conta Marcos Oliveira.

    O material de origem brasileira será utilizado em uma camada de espuma logo abaixo da superfície da bola, funcionando para garantir que ela quique durante os jogos. A bola feita com o material já foi utilizada em jogos de grandes clubes do mundo, como o Real Madrid.

    Marcos acrescenta que o material feito à base de cana-de-açúcar é considerado ecologicamente correto. Pela primeira vez, uma matéria-prima de origem biológica é utilizada nesse tipo de material. Por isso, a dependência comum de derivados de combustíveis fósseis diminui bastante, já que a matéria-prima brasileira dá ao Keltan Eco um "conteúdo de base biológica de até 70%", segundo o diretor da empresa.

    A organização da Copa da Rússia é uma das responsáveis pela utilização de um material ecológico na bola. Segundo Marcos, esse princípio foi uma exigência da empresa responsável. 

    "A sustentabilidade ecológica foi um critério essencial na seleção de produtos que iriam compor a bola de futebol da Copa do Mundo. Eles queriam criar a nova bola utilizando materiais de alta tecnologia que possuíssem características de alta performance e fossem sustentáveis", afirmou o diretor de Marketing da Arlanxeo no Brasil.

    O material escolhido atende a exigências que crescem a respeito da sustentabilidade de materiais. Com a introdução da base biológica brasileira, a empresa espera apontar para a redução de emissão do gás CO2 na indústria automotiva e também na indústria comum.

    A empresa tem trabalhando com variações do material que será utilizado na Copa do Mundo, que podem ser utilizados, além do esporte, na indústria civil. Sempre com a mesma pegada ecológica.

    A Copa do Mundo é um espelho de inovação para o mundo todo, e costuma apresentar novidades nos materiais que utiliza. A Sputnik Brasil separou uma lista com outras 10 bolas que inovaram nos mundiais da FIFA.

    1. Telstar — México — 1970, 1974 — A Television Star, ou Telstar, foi a primeira bola a ser desenhada para uma Copa do Mundo. O nome é em referência ao fato de que a copa de 1970 foi a primeira a ser televisionada ao vivo. Ela também marcou o início da parceria da Adidas com a FIFA, que a partir de então passou a fazer todas as bolas dos mundiais. 

    Em 1974, ela foi utilizada novamente, mas dividiu os holofotes com um segundo modelo, a Chile, que era toda branca.

    A Telstar tem um dos desenhos mais conhecidos e copiados para bolas de futebol. Preta e branca, a bola alterna entre pentágonos e hexágonos costurados. 

    Telstar, a primeira bola fabricada pela Adidas para a Copa do Mundo. Foi utilizada no México, em 1970.
    FIFA World Cup
    Telstar, a primeira bola fabricada pela Adidas para a Copa do Mundo. Foi utilizada no México, em 1970.

    2. T-Model — Uruguai — 1930 — A bola de couro era ainda marrom no primeiro campeonato mundial de futebol. O nome T-Model foi dado devido ao formato dos gomos costurados a ela, que tinham forma de T. A bola era fabricada na Inglaterra, e foi uma das primeiras a ser utilizada na popularização do que hoje é o esporte mais amado da Terra.

    Bola da Copa do Mundo do Uruguai, de 1930.
    Bola da Copa do Mundo do Uruguai, de 1930.

    3. Federale — Itália — 1934 — Com a cor marrom em todos os gomos, a bola foi utilizado de forma política pelo então ditador do país, Benito Mussolini. Ele se recusou a usar uma bola de outro país, e optou pela Federale, de fabricação nacional.

    Federale, a bola da Copa do Mundo de 1934, na Itália.
    Federale, a bola da Copa do Mundo de 1934, na Itália.

    4. Azteca — México — 1986 — A Azteca, além de homenagear o povo antigo mexicano foi a primeira bola a utilizar materiais sintéticos em mundiais. O desenho principal dela foi ligeiramente alterado, adicionando às formas desenhos conhecidos da histórica civilização local.

    Bola da Copa do Mundo do México, em 1986.
    Bola da Copa do Mundo do México, em 1986.

    5. Jabulani — África do Sul — 2010 — A Jabulani é talvez a bola com o nome mais conhecido em mundiais. A tecnologia utilizada na bola, sem costura, e a altas temperaturas, utilizava gomos redondos e uma superfície quase lisa. Por isso, a trajetória irregular da bola deu um ar de mistério a ela. Um problemas para os goleiros!

    Jabulani, a bola utilizada na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010.
    CC BY 2.0 / Divulgação / Adidas
    Jabulani, a bola utilizada na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010.

    6. Tricolore — França — 1998 — A bola utilizada na Copa da França, em 1998, foi a primeira bola com várias cores em seu desenho. Até então, as bolsa foram principalmente desenhadas em preto e branco, com algumas poucas variações. As cores utilizadas foram inspiradas na bandeira francesa.

    Tricolore, a bola utilizada na Copa do Mundo da França, em 1998.
    Tricolore, a bola utilizada na Copa do Mundo da França, em 1998.

    7. Teamgeist — Alemanha — 2006 — A Teamgeist, cujo nome homenageia o espírito de equipe necessário para vencer o mundial, foi uma das mais inovadoras no método de produção. Pela primeira vez, as costuras dos gomos desapareceram, e um método que une as partes da bola sob altas temperaturas foi utilizado.

    Teamgeist, a bola utilizada na Copa do Mundo da Alemanha, em 2006.
    © AFP 2019 / Michael Sohn
    Teamgeist, a bola utilizada na Copa do Mundo da Alemanha, em 2006.
    8. Challenge 4-Stars — Inglaterra — 1966 — A bola da copa da Inglaterra marca o fim de uma era. Fabricada por uma empresa local, foi a última a ser produzida por um grupo que não fosse a Adidas. Para se ter uma ideia da diferença, não havia quase nada escrito ou desenhado na superfície da bola, o que mudou muito desde então.

    Challenge 4-Star, a última bola antes da era Adidas em Copas do Mundo. Foi utilizada em 1966, na Inglaterra.
    Challenge 4-Star, a última bola antes da era Adidas em Copas do Mundo. Foi utilizada em 1966, na Inglaterra.

    9. Tango — Argentina — 1978 — A dança argentina Tango é conhecida pelos movimentos cheios de charme. Não à toa, a marca nacional batizou a bola da copa de 1978. O desenho da bola, quando em movimento, era considerado muito bonito. Seus traços principais foram reproduzidos por mais seis copas do mundo, fazendo desse design o mais utilizado em copas.

    Tango, a bola utilizada na copa do mundo da Argentina, em 1978.
    Tango, a bola utilizada na copa do mundo da Argentina, em 1978.

    10. Telstar — Rússia — 2018 — Em homenagem à clássica bola utilizada originalmente na copa do México, em 1970, a bola que será utilizada nas 11 cidades sede da Copa do Mundo da Rússia terá seu ponto de inovação ao utilizar um material ecológico fabricado no Brasil.

    O design troca os gomos pretos do desenho clássico por desenhos texturizados, com alusão à tecnologia digital empregada.

    Além disso, ela será a primeira bola de mundiais a utilizar um chip NFC, que poderá enviar informações a smartphones cadastrados.

    Pela primeira vez, os 32 times classificados para a competição terão seus toques na bola monitorados o tempo todo pelos fãs.

    Telstar 18, bola que será utilizada na Copa do Mundo da Rússia.
    © AP Photo / Oleg Shalmer
    Telstar 18, bola que será utilizada na Copa do Mundo da Rússia.

    Mais:

    'Rússia oferece garantias de segurança na Copa do Mundo', diz campeão mundial francês
    Como Brasil tem ajudado Rússia a organizar Copa do Mundo 2018?
    Copa do Mundo 2018: 'Brasil tem obrigação de passar em primeiro na fase de grupos'
    Aplicativo Metrô de Moscou receberá versão em português até Copa do Mundo de 2018
    Tags:
    Copa do Mundo Rússia 2018, Arlanxeo, Marcos Oliveira, Benito Mussolini, Triunfo, Rio Grande do Sul, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar