18:40 18 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    19209
    Nos siga no

    A decisão de Jair Bolsonaro (PSC-RJ) de não se filiar ao PEN-Patriota deixou o presidente da sigla "aliviado", confessou o próprio neste sábado (6).

    "Fiz das tripas o coração para tê-lo com a gente, mudei o nome do partido, mexi no nosso estatuto, dei mais de 20 diretórios para o grupo dele. Mas você não pode ser convidado para entrar em uma casa e depois querer tomar ela inteira para você, expulsando seus moradores originais", disse Adilson Barroso em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

    Nesta semana, Bolsonaro anunciou sua filiação ao PSL. O congressista disse em vídeo publicado em suas redes sociais que "lamenta não ter dado certo com o Patriota" e afirmou não descartar uma coligação no futuro.

    Para Barroso, o acordo com o deputado que está em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto para presidente não deu certo por conta do advogado Gustavo Bebianno — que buscava tomar "o partido inteiro para o grupo de Bolsonaro".

    A chegada de Bolsonaro ao PSL já rendeu polêmica. Após o anúncio da sua filiação, o grupo Livres, que fazia parte da sigla e controlava 12 diretórios estaduais, anunciou sua saída.

     

     

    Mais:

    Crítico da esquerda, Bolsonaro chamou Chávez de 'esperança latina' em 1999 (FOTOS)
    2018: Lula consolida vantagem e Bolsonaro se firma como segundo colocado, diz pesquisa
    Bolsonaro é o presidenciável mais influente nas redes sociais, mostra levantamento
    Em palestra à universidade dos EUA, FHC diz ter medo de ver Bolsonaro eleito presidente
    The Economist chama Bolsonaro de 'demagogo de direita' e 'menino travesso'
    Bolsonaro e Lula serão julgados por antecipação de campanha
    Lula e Bolsonaro polarizam preferência dos brasileiros para eleições de 2018, diz pesquisa
    Tags:
    Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar