08:28 21 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Temer se reúne com núcleo institucional para tratar da crise prisional do país

    Temer diz que pode ser candidato à reeleição e confia que aprovação vai melhorar em 2018

    Beto Barata/PR
    Brasil
    URL curta
    1126

    O presidente da República, Michel Temer (PMDB), afirmou nesta quarta-feira que poderá ser sim candidato à reeleição nas eleições presidenciais de 2018, apesar de não ser "o seu desejo", e garantiu confiar em uma recuperação do índice de aprovação do seu governo.

    As declarações foram feitas em uma entrevista à rádio BandNews.

    "Poder ser [candidato], é claro, mas não é o meu desejo. As coisas vão acontecendo e não adianta tentar programar. Eu realmente deixo as coisas acontecerem, mas reitero que meu objetivo é fazer um grande governo. evidentemente, o que acontecer no futuro, o futuro vai determinar", declarou.

    Pressionado sobre o pleito do próximo ano, o presidente assegurou que o governo terá sim um candidato, mas evitou fazer projeções e citar nomes – recentemente, especulou-se que o ministro Henrique Meirelles (PSD) busca ocupar tal espaço, embora uma aliança com Geraldo Alckmin (PSDB) não esteja totalmente descartada.

    "Eu não sei quem será, como será e de que partido. Mas, seguramente, haverá o apoio ao governo. E apoiar o governo significa apoiar as reformas", pontuou Temer, que disse ter preferência por um candidato que seja "ponderado", "equilibrado" e "estadista".

    Focado em fazer um "grande governo" em 2018, Temer comentou ainda as recentes pesquisas que colocam a avaliação do governo na casa dos 5% (Datafolha) e 6% (CNI/Ibope). Para ele, os índices irão melhorar já no começo do próximo ano.

    "A nossa previsão é de que, no final do primeiro trimestre, o nosso governo estará muito maior, bastante elevado pelo reconhecimento do que temos feito. Eu tenho a mais absoluta convicção de que isso vai acontecer", opinou.

    O peemedebista ainda se recupera de uma cirurgia para desobstrução da uretra, porém afirmou que está saudável e cheio de energia para o próximo ano. "Estou inteiro e entusiasmado", concluiu Temer.

    Mais:

    Presidente brasileiro Michel Temer recebe alta de hospital
    Mais inchado: governo Temer criou 2.000 cargos comissionados em um ano e meio, diz ONG
    Temer diz que Brasil 'deixou recessão para trás'
    Tags:
    reforma, política, Eleições 2018, PMDB, Henrique Meirelles, Geraldo Alckmin, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik