19:03 12 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Templo de Salomão, sede mundial da Igreja Universal do Reino de Deus

    Igreja Universal articulou rede ilegal de adoção no exterior, diz TV

    Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    12171

    Investigação da emissora TVI, de Portugal, acusa a Igreja Universal do Reino de Deus de manter uma rede ilegal de adoção de crianças no país europeu. Os próprios netos do fundador da Universal, Edir Macedo, seriam frutos desta rede ilegal de adoção, diz a TVI.

    A Igreja Universal é uma das maiores denominações evangélicas do Brasil e está presente em quase 200 países. Edir Macedo também é proprietário da rede de televisão Record. 

    Segundo a apuração da emissora, a Universal manteve um centro de adoções não regularizado entre 1994 e 2001. O local fazia parte de uma política de incentivo a adoção propagada por Macedo. O fundador da Universal e dono da Record afirmava que os filhos são uma distração e encorajava os pastores da Universal a adotar — além de promover uma campanha de vasectomias.

    Dois netos de Macedo, inclusive, seriam fruto de uma adoção não regularizada. A TVI entrevistou uma mulher chamada "Maria", que afirma ser a mãe de dois dos filhos adotivos de Viviane, filha de Edir Macedo, e o bispo Júlio Freitas.

    Maria diz que aceitou ajuda da Universal e deixou seus filhos no centro de adoções de maneira temporária, mas eles foram levados para os Estados Unidos e depois adotados sem sua permissão. 

    Em nota, a Igreja Universal diz ser vítima de um "ataque covarde", negou as acusações e disse que apresentará "inúmeras ações contra TVI em Portugal e no exterior".

    A Sputnik Brasil entrou em contato com a TVI para entrevistar os jornalistas envolvidos na investigação, mas até o momento não obteve resposta. 

    Mais:

    Caso Anticristo: Igreja Universal encerra questão com Google Maps
    Pastor da Universal tenta convencer fiéis a doar carros de até R$ 600 mil para a Igreja
    Tags:
    Igreja Universal, Edir Macedo, Brasil, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik