10:55 17 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Adriana Ancelmo chegando em casa no carro da Polícia Federal no mês passado para cumprir prisão domiciliar

    Gilmar Mendes manda soltar Adriana Ancelmo – esposa do ex-governador Sérgio Cabral

    Vladimir Platonow/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    10110

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes decidiu soltar nesta segunda-feira (18) Adriana Ancelmo - esposa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.

    A prisão preventiva de Adriana foi substituída por prisão domiciliar. A mudança foi conseguida por meio de um habeas corpus apresentado pela defesa da esposa do ex-governador.

    Ela foi presa pela primeira vez no em novembro de 2016, durante a Operação Calicute, mas conseguiu o direito de cumprir prisão domiciliar cerca de três meses depois. O benefício foi revertido e Adriana estava na Cadeia Pública José Frederico Marques, na zona norte do Rio de Janeiro, desde novembro deste ano.

    Em sua decisão, Gilmar Mendes afirmou que "a condição financeira privilegiada da paciente não pode ser usada em seu desfavor". 

    A ex-primeira dama foi condenada a 18 anos e três meses de prisão pelo juiz Marcelo Bretas pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. 

    Mais:

    Eike Batista prepara delação premiada com Lula, Mantega e Cabral, diz jornal
    PF desvenda fraude na saúde na gestão Cabral com desvio de R$ 300 milhões
    MPF: Cabral era o 'cabeça' de esquema de corrupção com construtoras
    Tags:
    STF, Adriana Ancelmo, Sérgio Cabral, Gilmar Mendes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik