03:22 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Fernando Henrique Cardoso em evento sobre política de drogas (foto de arquivo)

    Em palestra à universidade dos EUA, FHC diz ter medo de ver Bolsonaro eleito presidente

    © Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    3687

    Falando na prestigiosa Universidade Brown, em Providence, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que a direita brasileira conta com "pessoas perigosas". Sem citar o nome de Jair Bolsonaro, o tucano lembrou da entrevista em que o deputado o ameaçava de morte em rede nacional.

    "Um dos candidatos propôs me matar quando eu estava na Presidência. Na época, eu não prestei atenção. Mas hoje eu tenho medo, porque agora ele tem poder, ainda não, ele tem a possibilidade do poder", disse o político citado pelo jornal Estado de São Paulo.

    O tucano se referiu a uma polêmica entrevista concedida em 1999 à TV Bandeirantes pelo hoje presidenciável Bolsonaro, na qual o deputado defendia o início de "uma guerra civil […] fazendo o trabalho que o regime militar não fez, matando 30 mil e começando por FHC".

    Para o ex-presidente, existe um debate sério no Brasil em torno da Lava Jato resultar em um presidente aos moldes de Sílvio Berlusconi na Itália pós-Operação Mãos Limpas.

    "Eles [os juízes da Lava Jato] estão comparando, eles sabem o que aconteceu na Itália, todo mundo sabe das consequências em termos de Berlusconi. Se você olha a situação atual do Brasil, eu não posso dizer que isso não é possível", completou.

    Tags:
    Operação Mãos Limpas, Operação Lava Jato, Universidade Brown, Jair Bolsonaro, Fernando Henrique Cardoso, Silvio Berlusconi, Providence, Estados Unidos, Itália, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik