15:41 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Ex-deputada federal, Manuela D'Ávila será candidata à Presidência da República em 2018

    PCdoB deixa PT de lado e anuncia Manuela D'Ávila como candidata à Presidência em 2018

    © Foto / Reprodução / Facebook Manuela D'Ávila
    Brasil
    URL curta
    1675
    Nos siga no

    O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) anunciou neste domingo que terá candidatura própria à Presidência da República em 2018. E a escolhida é a ex-deputada federal Manuela D'Ávila.

    Em nota, o partido indicou o nome de Manuela, hoje deputada estadual no Rio Grande do Sul, como pré-candidata ao pleito de 2018. A decisão separa a sigla do PT, do qual foi aliado em todas as eleições presidenciais desde a redemocratização, em 1985.

    Com a decisão, a esquerda possui agora ao menos quatro candidatos já lançados: além de Manuela, são pré-candidatos o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

    Já o PSOL, que também deve ter candidatura própria, ainda não definiu quem será seu candidato – o deputado Chico Alencar (RJ) desistiu da empreitada para tentar uma vaga no Senado, e o diretório gaúcho da legenda sugeriu novamente o nome da ex-deputada Luciana Genro.

    Segundo o comunicado do PCdoB, a candidatura do partido deve ter como valores centrais "a retomada do crescimento econômico e da industrialização; a defesa e ampliação dos direitos do povo, tão atacados pelo atual governo; a reforma do Estado, de forma a torna-lo mais democrático e capaz de induzir o desenvolvimento com distribuição de renda e valorização do trabalho".

    Aos 36 anos, Manuela se elegeu duas vezes deputada federal, em 2006 e 2010. Em ambas as campanhas, acabou como a mais votada do Rio Grande do Sul. Na Câmara, chegou a ser líder da bancada do PCdoB.

    Além disso, ela também concorreu à prefeitura de Porto Alegre duas vezes, em 2008 e 2012. Em 2014, foi eleita deputada estadual no Rio Grande do Sul. A gaúcha iniciou sua carreira política em 2004, quando foi eleita vereadora na capital gaúcha aos 24 anos.

    No Twitter, a senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT, comentou a decisão do PCdoB e elogiou a futura adversária no pleito presidencial.

    "Grande quadro político, grande mulher! Ali na frente nos encontraremos, Manu!", escreveu a petista.

    Outros presidenciáveis cotados a participar das eleições de 2018 são o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), a ex-senadora Marina Silva (Rede Sustentabilidade) e o apresentador Luciano Huck (sem partido).

    Mais:

    Bolsonaro e Lula serão julgados por antecipação de campanha
    Trump é um 'exemplo a ser seguido', diz Jair Bolsonaro nos EUA
    Em entrevista à Sputnik, Dilma acusa Bolsonaro de apoiar 'tortura e ditadura' no Brasil
    Ciro detona Bolsonaro, Doria e diz que Lula em 2018 só aumenta 'ódios e paixões' (VÍDEO)
    Tags:
    partidos de esquerda, esquerda, política, Eleições 2018, PCdoB, Luciano Huck, Marina Silva, Jair Bolsonaro, João Doria, Geraldo Alckmin, Luciana Genro, Gleisi Hoffmann, Luiz Inácio Lula da Silva, Manuela D'Ávila, Rio Grande do Sul, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar