11:46 18 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Menor suspeito de cometer os crimes foi levado para a Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), da Polícia Civil de Goiás

    Justiça determina internação provisória de menor que atirou contra colegas em Goiânia

    Polícia Civil do Estado de Goiás
    Brasil
    URL curta
    222802

    A juíza Mônica Cézar Moreno Senhorello decidiu neste sábado (21) determinar a internação provisória do aluno que atirou contra seus colegas em Goiânia, matando dois e deixando mais quatro feridos.

    A juíza seguiu a recomendação do promotor de Justiça Cássio Sousa Lima, que sugeriu que o adolescente fosse internado provisoriamente para proteger o menor, que é filho de militares. 

    "Eu tomei a medida de representar pela internação provisória dele por 45 dias até que termine o processo. Essa medida deve ser retocada de certos cuidados em virtude de ser filho de policiais militares para não colocar no meio de elementos perigosos que possam causar algumas represálias", declarou o promotor.

    Cássio Souza Lima ouviu o adolescente na tarde deste sábado e reiterou a versão de que o crime foi cometido de maneira planejada pelo fato do menor sofrer de bullying na escola. 

    "Eu conversei com ele e ele falou que vinha sofrendo esse tipo de bullying e queria dar uma certa represália nos colegas dele", disse o promotor, acrescentando que o adolescente demonstrou arrependimento. 

    Tags:
    bullying, tiros, mortes, Goiás, Goiânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik