23:24 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Rodrigo Janot, procurador-geral da República (PGR)

    'Larápios egoístas e escroques ousados' ocupam cargos vistosos, diz Janot em carta

    Lula Marques/ Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    1350

    O já ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot publicou uma carta de despedida neste domingo (17).

    A missiva foi obtida pelo jornal Folha de S. Paulo.

    Janot abre seu texto citando Shakespeare ao escrever "há algo de podre no Reino da Dinamarca", destaca o combate à corrupção e agradece outros membros da Procuradoria-Geral da República. 

    "O Brasil é nosso! Precisamos acreditar nessa ideia e trabalhar incessantemente para retomar os rumos deste país, colocando-o a serviço de todos os brasileiros, e não apenas da parcela de larápios egoístas e escroques ousados que, infelizmente, ainda ocupam vistosos cargos em nossa República."

    Na quinta-feira, Janot ofereceu denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) por obstrução da justiça e organização criminosa. O presidente nega as acusações.

    Janot também destacou que foi o primeiro da listra tríplice elaborada por meio de votação do Ministério Público Federal. 

    Já sua sucessora, Raquel Dodge, ficou em segundo lugar, mas mesmo assim foi escolhida por Temer, que ignorou uma tradição inaugurada por Lula em 2003. O presidente em exercício pode escolher entre os três nomes mais votados pelo MPF para ocupar o cargo de Procurador-Geral da República.

    Janot não irá participar da cerimônia de transmissão do cargo. "Por motivos protocolares, não poderei transmitir o cargo a minha sucessora, mas desejo-lhe sorte e sobretudo energia para os anos que virão", escreveu o ex-procurador-geral.

    Janot chegou a afirmar que não teria sido convidado, mas a assessoria de Raquel confirmou à Folha de S. Paulo que um e-email com o convite foi enviado.

    Mais:

    Raquel Dodge substituirá Janot na Procuradoria-Geral da República
    Ex-ministro brasileiro afirma que 'onda neoliberal' de Temer pode devorar América Latina
    'É realismo fantástico em estado puro', diz Temer sobre denúncia
    Dia de lutas dos trabalhadores contra reformas de Temer agita cidades brasileiras
    Temer e Joesley são denunciados por obstrução e organização criminosa
    Nova flechada vem aí: Janot conclui nova denúncia contra Temer, diz jornal
    Foi golpe? Ao lado de Cunha, Temer tramou queda de Dilma 'diariamente', diz Funaro
    Jantar da pesada vai reunir Trump, Temer e Santos; no cardápio, Venezuela
    Derrota para Temer: STF mantém Janot no comando das investigações com presidente
    Tags:
    MPF, Procuradoria Geral da República (PGR), Raquel Dodge, Michel Temer, Rodrigo Janot, Lula
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik