04:32 19 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Michel Temer

    Nova flechada vem aí: Janot conclui nova denúncia contra Temer, diz jornal

    Lula Marques/AGPT
    Brasil
    URL curta
    630140

    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, concluiu a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) e deve acusá-lo, como já se esperava, pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa, informou o jornal Folha de S. Paulo.

    Com mais de 200 páginas, o documento deve ser protocolado junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) ainda nesta quinta-feira, três dias antes do fim do mandato de Janot à frente da Procuradoria-Geral da República (PGR).

    Segundo a publicação, o procurador vai basear a nova denúncia nas provas colhidas nas delações do doleiro Lúcio Funaro, cuja colaboração foi homologada recentemente pelo Supremo, e nos elementos apresentados pelos executivos da JBS.

    Além de Temer, devem ser citados parlamentares do PMDB na Câmara dos Deputados, estes mencionados no mais recente relatório da Polícia Federal, que demonstrou a existência de uma "quadrilha" peemedebista na Casa.

    O presidente da República seria o principal articulador e beneficiário do esquema dos deputados, que também tinha a liderança do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo conclusões da PF e que devem ser endossadas na nova denúncia de Janot.

    Tão logo a nova denúncia chegue ao STF, o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte, a remeterá à Câmara dos Deputados, que precisará autorizar ou não o prosseguimento da mesma – como ocorreu com a primeira denúncia contra Temer, por corrupção passiva, que acabou arquivada pelos deputados no mês passado.

    A defesa de Temer vem negando todas as ilações e acusações em torno do seu nome, tendo acusado Janot de "perseguição".

    Mais:

    Derrota para Temer: STF mantém Janot no comando das investigações com presidente
    Temer será investigado por suspeita de corrupção em decreto sobre portos
    Temer recebeu R$ 31,5 milhões por liderar organização criminosa do PMDB, diz PF
    Tags:
    Operação Lava Jato, formação de quadrilha, obstrução, corrupção, PMDB, Câmara dos Deputados, PGR, STF, Eduardo Cunha, Lúcio Funaro, Luiz Edson Fachin, Rodrigo Janot, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik