20:50 23 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Mascotes jogos Olímpicos Rio 2016

    Olimpíadas no Rio podem ter sido compradas: PF faz busca na casa do presidente do COB

    Divulgação/Alex Ferro
    Brasil
    URL curta
    610

    A Polícia Federal (PF), cumpriu na manhã desta terça-feira, no Rio de Janeiro, dois mandados de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão. A nova fase da Operação Lava Jato - Operação Unfair Play - busca desmontar o esquema criminoso de pagamento de propina para contratação de empresas pelo governo do Rio.

    Na manhã desta terça-feira, o Ministério Público Federal (MPF) solicitou o bloqueio de cerca de R$ 1 bilhão do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) Carlos Arthur Nuzman, do empresário Arthur Soares de Menezes Filho e de sua ex-sócia de Eliane Pereira Cavalcante. Os três podem estar envolvidos na fraude na escolha do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, informou Globo.

    Os agentes da PF cumpriram mandados de busca no apartamento do presidente do COB e também na sede da organização.

    As investigações contam com apoio de autoridades francesas e indicam a possibilidade de participação de dono de empresas terceirizadas em esquema de corrupção internacional para a compra de votos para a escolha do Rio de Janeiro pelo Comitê Olímpico Internacional como sede dos Jogos Olímpcos de 2016, informou Agência Brasil.

    O empresário Arthur Soares, conhecido como "Rei Arthur", contra quem foi emitido um mandado de prisão preventiva, teria transferido propina do então governador Sérgio Cabral a membro da confederação africana, que garantiram os votos da cidade olímpica. Ele vive em Miami, nos Estados Unidos.

    “As investigações, iniciadas há nove meses, apontam que os pagamentos teriam sido efetuados tanto diretamente com a entrega de dinheiro em espécie, como por meio da celebração de contratos de prestação de serviços fictícios e também por meio do pagamento de despesas pessoais. Além disso, teriam sido realizadas transferências bancárias no exterior para contas de doleiros”, informou a nota da Polícia Federal.

    Eliane Pereira Cavalcante, ex-sócia de Arthur Soares, foi presa nesta terça. 

    Nuzman será intimado a depor nesta terça na sede da PF.

    Tags:
    corrupção, Operação Unfair Play, Operação Lava Jato, Rio 2016, COB, MPF, Polícia Federal, Eliane Pereira Cavalcante, Arthur Soares de Menezes Filho, Carlos Arthur Nuzman, França, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik