04:47 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Delação de Cunha vai acusar Temer de comandar organização criminosa na Câmara

    Mídia: fiscalização de trabalho escravo e infantil é interrompida por falta de verbas

    Lula Marques/AGPT/Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    1946

    Contrariando sua promessa, o governo Michel Temer deixou sem recursos as ações de combate ao trabalho escravo e ao trabalho infantil.

    A informação é do Blog do Sakamoto, que é especializado no assunto.

    Todas as fiscalizações fora de capitais e cidades com escritório regional do Ministério Público do Trabalho estão suspensas. A fiscalização de acidentes de trabalho que envolvem mortes e a situação de emprego de pessoas com deficiência também foi interrompida. 

    Não há recursos para combustível, veículos, deslocamento aéreo, diárias de hospedagem e alimentação dos funcionários públicos.

    A fiscalização do trabalho escravo e infantil já ficou ameaçada em julho deste ano, mas diante da repercussão negativa o Governo prometeu recursos para o setor. O dinheiro, todavia, não chegou.

    Segundo a organização Repórter Brasil, de 1995 a 2015, 49.816 pessoas foram libertadas da escravidão no país. Já os números do trabalho infantil são ainda maiores: ele atinge 2,7 milhões de crianças e adolescentes no Brasil, segundo o IBGE.

    Mais:

    Rodrigo Maia blinda Temer e OAB aciona STF para forçar a análise do pedido de impeachment
    Temer quer retirar direitos dos trabalhadores e dos estudantes, diz nova presidente da UNE
    Deputado: Maia descumpre decisão do STF ao não acolher pedido de impeachment de Temer
    Opinião: Netanyahu evitou o Brasil por 'conveniência' associada à denúncia contra Temer
    Herdeiro do Trono brasileiro: governo Temer não é legítimo
    STF suspende inquérito contra Temer após rejeição na Câmara
    Tags:
    IBGE, Michel Temer, Leonardo Sakamoto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar