15:44 24 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Frio em Urubici, Santa Catarina, nesta segunda-feira, 17 de julho de 2017

    'Winter is coming': brasileiros se preparam para encarar massa polar

    James Tavares/Secom
    Brasil
    URL curta
    2103791

    A massa de ar polar responsável pela maior nevasca que atingiu o Chile nas últimas décadas chegou ao Brasil nesta madrugada, derrubando as temperaturas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, onde já é possível observar flocos de neve em algumas cidades.

    Confirmando as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o frio chegou com tudo em boa parte do país nesta segunda-feira. O fenômeno, provocado pela migração de um anticiclone pós-frontal, deve permanecer por mais alguns dias, mas a expectativa é a de que o clima comece a melhorar já no meio da semana. 

    Os gaúchos foram os primeiros a sentir os efeitos dessa massa de ar polar. No Rio Grande do Sul, cidades como Caxias do Sul, Canela e Gramado, na serra, assim como Palmeira das Missões, no noroeste do estado, já registraram queda de neve, enquanto outras tiveram chuva congelada. A previsão é a de que Santa Catarina também seja atingida. 

    De acordo com o Inmet, a mínima na região Sul pode chegar a -4°C hoje e cair mais dois graus nesta terça-feira, 18. Com ventos fracos ou moderados, o tempo deve ficar de claro a parcialmente nublado, com geada no Rio Grande do Sul e Planalto Sul de Santa Catarina. "Demais áreas, nublado a parcialmente nublado com chuvas isoladas". No Centro-Oeste e no Sudeste, as temperaturas vão variar de 0° a 34° e de 3° a 30° respectivamente. 

    Norte e Nordeste terão mínimas de 12° e 10° e máximas de 36° e 34° nesta terça-feira.

    Mais:

    Frio infernal: Soldados dos EUA participaram de exercícios da Noruega (FOTO, VÍDEO)
    NASA vai criar 'o lugar mais frio do universo' na EEI
    Será que a Rússia é responsável pelo frio na França?
    Tags:
    Meteorologia, clima, inverno, chuva, frio, neve, Inmet, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik