08:19 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Com pouco mais de três milhões de hectares, a Terra Indígena Kayapó abrange os municípios paraenses de Cumaru do Norte, Bannach, Ourilândia do Norte e São Félix do Xingu.

    Mídia: Exército estima que garimpo em território indígena faturava R$ 32 milhões por mês

    Fotos Públicas / secom Ibama
    Brasil
    URL curta
    251

    O Exército Brasileiro descobriu um garimpo ilegal chamado "Mutum", em Terra Indígena Yanomami, no estado de Roraima. O local tinha mais de mil pessoas e uma renda mensal aproximada de R$ 32 milhões.

    As informações são da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

    Segundo a publicação, o local fica no alto do Rio do Uraricoera, próximo da fronteira com a Venezuela, e contava com a estrutura de uma pequena cidade, com direito a salão de beleza e duas mercearias.

    Em entrevista a EBC, o General Gustavo Dutra afirmou que o garimpo foi instalado no início do ano e que a maioria dos garimpeiros deixou o local.

    Mais:

    Epidemia de suicídios abala comunidade indígena do Canadá
    Líder indígena assassinada é lembrada pela ONU no Dia Internacional da Mulher
    Organizações sociais reagem ao assassinato de líder indígena em Honduras
    Prisão da líder indígena Milagro Sala eleva tensões contra Macri na Argentina
    Tags:
    EBC
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik