00:40 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Temer durante jantar com Embaixadores em uma churrascaria de Brasília neste domingo (19).

    Temer cogita desmarcar almoço com Merkel para conter crise política, diz jornal

    Beto Barata/PR
    Brasil
    URL curta
    1502

    Após tornar-se o primeiro presidente brasileiro da história a ser denunciado por corrupção no exercício do cargo, Michel Temer (PMDB) pode ter que cancelar alguns de seus compromissos. O núcleo duro do Palácio do Planalto defende que o peemedebista deve priorizar sua própria sobrevivência e cancelar a programação fora do Brasil.

    Panfleto distribuído durante protesto contra o governo de Michel Temer no Rio de Janeiro (arquivo)
    Sputnik Brasil/Jussara Razzé
    As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

    Até o momento, o almoço está previsto para o dia 6 de julho, um dia antes do início da cúpula do G20. A reunião das 20 maiores economias do mundo acontecerá nos dias 7 e 8 de julho, em Hamburgo, cidade ao norte do território alemão.

    Ainda segundo o jornal, a equipe econômica e o Itamaraty defendem que Temer deve manter sua agenda internacional inalterada, enquanto o ministro da Secretaria-Geral da Presidência Moreira Franco faz parte do grupo que defende o foco total na política interna. Para o ministro, Temer sequer deveria ter visitado Rússia e Noruega.

    Mais:

    O que Temer foi fazer na Rússia?
    Procurador que pediu a cassação de Temer vence eleição do MPF para substituir Janot
    Temer se pronuncia após denúncia contra ele no STF
    Analista russo: impeachment de Temer levaria a um caos político no Brasil
    PF conclui que Temer incentivou pagamentos irregulares e obstruiu Justiça
    Crime e castigo: Temer já deveria esperar cortes no Fundo da Amazônia, opina especialista
    Temer é o presidente com menor aprovação em 28 anos
    Tags:
    Angela Merkel, Michel Temer
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar