04:15 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Michel Temer durante uma cerimônia dedicada ao Bolsa Família, em 29 de junho de 2016 (arquivo)

    Temer se pronuncia após denúncia contra ele no STF

    © REUTERS / Adriano Machado
    Brasil
    URL curta
    32113

    Denunciado na última segunda-feira, 26, por corrupção passiva, pela Procuradoria-Geral da República, o presidente Michel Temer se pronuncia neste momento sobre essa acusação apresentada contra ele junto ao Supremo Tribunal Federal (STF).

    Em declarações no Palácio do Planalto, Temer recusou as denúncias contra ele dizendo não ter cometido qualquer ato ilícito. Além disso, questionou a legalidade da gravação apresentada como prova contra ele e a liberdade do empresário Joesley Batista, que, segundo ele, deveria estar preso. 

    Ainda de acordo com o presidente, aqueles que o acusam abriram um precedente perigoso no Direito ao criar uma trama de novela, uma ficção, ao denunciá-lo sem provas. Apesar de seguro de sua inocência, por achar que a denúncia contra ele não tem fundamento jurídico, o chefe de Estado disse que se sentiu na obrigação de se pronunciar por conta das implicações políticas dessa situação.

    "As regras mais básicas da Constituição não podem ser jogadas no lixo. Querem parar o país, parar o Congresso, com denúncias frágeis e precárias", afirmou.

    Por último, Temer declarou estar honrado por ocupar o cargo de presidente da República e disse que não irá tolerar ataques contra essa instituição ou contra sua pessoa, e seguirá trabalhando pela reconstrução do Brasil.

    Mais:

    PF conclui que Temer incentivou pagamentos irregulares e obstruiu Justiça
    Temer é o presidente com menor aprovação em 28 anos
    Pressão e gafes: o tour internacional de Michel Temer
    Tags:
    pronunciamento, denúncia, corrupção, Palácio do Planalto, Joesley Batista, Michel Temer, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik